segunda-feira, 25 de maio de 2009

SHIN


Estou administrando um curso – Cabala da Mudança, e na busca de chaves para vivermos as mudanças, encontro um tridente, característico das chaves, que é a letra SHIN, precursora da própria palavra Mudança, em hebraico – Shina. E como uma dança de movimento, o shin, que representa o Fogo, pois é uma letra mão (segundo o Sefer Yetzira) – shin é esh (fogo, em hebraico), é ele que traz todo o movimento de moléculas que precipita a mudança.
O fogo alquímico que transforma, purifica, eleva.
Shin é uma letra altiva, bonita, apaixonante. Traz palavras de alagria como Shimchá (alegria), Shir (canção), Shar (cantico), Rosh (cabeça), Schhok (riso). Shin é Shabat (sábado do descanso e reencontro com D´us). Shin é Shemesh, o sol que brilha.
É a penúltima letra, a letra que nos coloca em contato com a libertação do 400 do tav, a escravidão do mundo do caos (olam Tohu).
O Shin nos ensina que a vida é um constante movimento e elevação, que todos os nossos braços e nossa cabeça devem estar erguidos para D´us, para os céus (Shamaim).
Shina , palavra hebraica que significa Mudança é a raiz da palavra Shana.
O ano é um processo continuo de mudanças. E a letra shin traz a palavra Shalom – paz.
Vivemos um grande conflito existencial, desejamos mudanças, mas as mudanças nos trazem um desconforto. Com a palavra Shalom, podemos repensar em buscar mudanças e estar em paz com elas, sentindo que cada dia existe uma mudança e que podemos nos sentir em paz, por que nos sentimos suficientes, preenchidos, com o que a vida nos oferece.
O nome de D´us que protege as nossas Portas – Shin, dalet, yud (Shaday), é Shad (seio) + Daí (suficiente). É o poder de abarcar os demônios que existem dentro de nós, nossa fome constante, que precisa aprender a parar, estar e ser suficiente. É como “calar” a boca da fome de um bebe, que nunca sabe parar o seu pedido de mais e mais. É preciso estar e ser suficiente para descobrir o que é Mudança, sem parar, sem um Shabat em nossas vidas não conseguimos vislumbrar nossos movimentos e estamos sempre impulsionados por algo... que não existe , pois nosso movimento não é o resultado, mas a insuficiência do desejo.
Quando o desejo nos domina, estamos nos domínios do Impulso, da Nefesh, que termina com shin, mas nosso Shin tem que estar antes, no meio representando a Neshama, a alma mais evoluída, dominada, disciplinada!. E assim seremos Homem (Ish) e Mulher (Isha), tomados pelo fogo de D´us, que é puro movimento e mudança.
Por isto Shin nos ensina a Iesh ( existe, há, ter, suficiente).
E continuamos na dança do fogo, na busca de mudanças, necessitamos aprender a ter a capacidade de ser suficientes, para na insuficiência fazer movimento e não ficar chorando o seio da mãe.
O shin nos dá ânimo, energia para alcançar um outro estado.
Acalme com SHADAY seus demônios, entre em paz, com SHALOM e tome o fogo, ESH, para fazer o seu sonho, SHINA, e entrar em seu SHINUI, mudanças.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...