sábado, 8 de março de 2008

O Sagrado no nosso caminho

Quero continuar a escrever sobre o Livro do Nilton Bonder, até por que na proxima semana começamos a ler o livro levitico, que já sai falando sobre a conexão do homem com D´us, atraves do Mishcan ( Templo) atraves dos sacrificios.
Houve um comentario incrivel, no texto de baixo, que fala que "sagrado é quando a gente descobre que a mente é de gente", e mais ainda...eu diria que sagrado é quando a gente descobre que tudo é a gente, o sentimento, as palavras, os gestos...enfim.

Minhas ferias estão chegando ao fim, e nas férias é o Meu momento de viver intensamente muitas experiencias espirituais, eu diria que eu me preparo para a próxima etapa. Vivi nestes ultimos momentos tão intensos de felicidade, amor e harmonia, e que geraram como consequencia muito movimento, evolução... não só a minha, mas de quem me acompanhou ( ou quem eu acompanhei), foi mágico, e este mágico é SAGRADO, e sabe por que é sagrado...por que a gente sacrifica algo, a mente mais inferior, o ego, o egoismo, é estar no outro, sentir o outro, mas sem invadi-lo, sem impor nada. Sagrado é estar no outro, sem perder a si mesmo, sem tirar o outro de quem ele é.
Sagrado é chegar num nivel de consciencia a partir do desejo unico que existe em cada uma de querer transformar-se, aprender, mudar, receber, estar em contato com seus desejos sem se perder nas pequenas coisas da vida material.
Estar no sagrado é entregar-se e confiar. E vi e vivi isto nos ultimos dias.
A capacidade de entrar no templo, e chegar na unidade, num casamento, com uma situação, com uma pessoa, uma parceria, com a vida, consigo mesmo só acontece quando a gente passa a sacrificar a nossa animalidade, o instinto da queixa, da dor, da falta...dai tu eleva a própria dor, por que elevou o "olhar".

Como chegar nisso?
1. sair do egoismo
2. querer viver experiencias amorosas - que sãos empre de entrega, suaves....
3. deixar a outra pessoa fazer parte
4. lembrar que a dor do outro é a sua
5. verdade, honestidade e equilibrio entre rigor e amor.
6. FUNDAMENTAL: silenciar-se mentalmente, emocionalmente e fisicamente
7. sentir que voce é um instrumneto de D´us e que voce SERVE a ELE.
... e dai vai...mas só estes já dá pra pensar.

O ruim de tudo isto é manter a energia de sacralidade quando a gente muda e volta para aquele mundo, mais inferior, quando a pessoa ou a situação nâo está mais do teu lado fisicamente (espiritualmente continua)....eu parecia, hoje, uma doida, pois continuava a conversar como se a pessoa tivesse do meu lado.....fisicamente, foi necessario conviver com o vazio.

e este é o movimento da vida....

Um comentário:

Leandro Soria (Airos) disse...

Parabens pelo seu blogger, esta nos meus favoritos, espero e lhe desejo que tenha muito sucesso transmitindo a sabedoria e o conhecimento.

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...