terça-feira, 15 de abril de 2008

Palavras ao travesseiro


Meu travesseiro fala, sussurra, geme, treme com tuas palavras, que turbilham em minha mente, desmancham idéias, frases feitas, estruturas montadas de anos, mas que hoje não valem mais.
Meu travesseiro fala a tua língua, as vezes me sufoca. Tem noites que me deixa cheia de dores em meu pescoço, que duro em suas posições não se quebra para ver outro ângulo da vida.
Tem noites que tuas palavras acalantam as minhas noites, tornam ele macio, fofo, mas outras ele parece de pedra e me viro ao avesso para dormir e desmanchar meus sonhos nele.
Tem noites que me abraço nele e sinto a tua voz, as tuas palavras me envolvendo em carinho e acalanto.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...