domingo, 1 de junho de 2008

Dias de silêncio



Tem dias que me sinto tomada pelo silencio,
Estou com as palavras tão mergulhadas em mim,
Que nada sai de mim.
Prefiro a escuta, a observação.
Nestes dias falo com os olhos, falo com meu coração.
Mas não me chega luz nas palavras para que eu fale, fale.
As vezes percebo que este silencio assusta.
Mas sem intenção simplesmente não me chegam palavras.
Acho que quando não falo, meu coração está mais aberto, mais receptivo.
Falar é colocar algo para fora e nem sempre tenho o que colocar.

É preciso descansar, muitas vezes é preciso tempo para sintonizar,
mudar a vibração, o foco para mudar o assunto.

Estar calada não estar distante, mas é estar presente de outra forma.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...