quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Passeio da traça


Passeio entre livros, folhas e letras que escapam de paginas tão coloridas.
Historias que se derramam entre meus dedos, letras que escapam de meu olhar.
Procuro algo, procuro saber...procuro “o saber”.
Respostas, para perguntas que ainda nem fiz.

Me encontro diariamente com a solidão,
mas hoje tive o prazer de me encontrar.
Em mim, relaxo da dor de ter respostas e de saber...

Letras e espaços em brando me fazem viajar, sair dali e ir, não sei pra onde.
Mergulho em cada capa, desejo cada um daqueles títulos.
Me vejo escrava do tempo, que na me permite ler tudo o que quero.

Fui traça em outra vida, comia livros.
Me deliciava com paginas novas e velhas.
Tive o prazer de comer de A a Z, todas as letras de um livro.
Mas não comia qualquer livro.
Visitava prateleiras de livros antigos e novos, da filosofia ao misticismo.
Da administração aos livros de psicologia.
Devorei pouquíssimos romances ou historias de ficção.
Alguns livros de terror chegaram ao meu estomago, mas nem todos foram bem digeridos.

Evolui, graças a D´us!
Hoje não mais traça, traço os livros com a fome dos meus olhos e mente. Leio sem receio, vislumbro o que era tinta e espaço em branco. Agora sei a diferença entre o gosto forte que era tinta e o suave que era nada.
Muita virgula comi ( e ainda como), muito ponto final se terminou em mim. Agora mantenho a existência de um corpo de letras para sempre ali.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...