domingo, 26 de outubro de 2008

BERESHIT...No Inicio.....


1º dia
Bereshit bará Elohim ET aShamaim veEt Eretz.....

· D'us cria o universo, a criação é o ex-nihilo (algo do nada) = contradiz a lei que não se cria nada do nada. D'us cria os céus e a terra (haShamaim),
· A terra era caótica (informe) e desolada. a terra era bohu e tohu
· As trevas cobrem o abismo.
· O espírito de D'us pairava sobre as águas. o espírito se move sobre a face das águas.
· D'us cria a luz - o sol e as estrelas - “Haja Luz”
· A luz era Boa, separando a luz da escuridão
· Luz = Dia, escuridão = noite - dia um.
· Amanhecer e anoitecer.


No principio (Bereshit) é a força de seus atos. E por sua própria vontade cedeu o homem. Deu aquele que é justo a seus olhos.
“No” é um local!, um inicio , e o inicio é com a letra BET, e com este Bet criou os Nomes Divinos, a força da existência. Berseshit -= Bara + Schit – e criou 6, 6 lados que se estendem e se expandem através da força criadora de um ponto primário. E daqui surge o nome de 42 letras, aquele que mantêm a criação.
Reshit é começo em hebraico, o ponto supremo e misterioso, a semente sagrada para a construção dos palácios dos Elohim. E o principio, é RESH, a letra da cabeça, do Rosh, e na cabeça nós temos os pensamentos. No Reshit está o ASHER, o vir a ser. Este é o D´us em movimento, que traz a luz, que é o seu movimento.
E este é o misterioso começo que expandiu tudo, no mundo do BET, e BET é Bait, a casa que está vá e vazia, recebe as sementes de Elohim, que é o limitador, rigor... é daqui que surge a idéia de que a correção deste mundo é através Dele...e Ele é o julgador. Um mundo de restrição e limites....ou você dá ou você recebe!

“O termo luz é hoje utilizado como radiação eletromagnética. O sol emite luz - radiação - que o olho pode ver (luz visível) - espectro de cores (arco-íris), mas também emite radiações eletromagnéticas que o olho não vê - luz infravermelha, ultravioleta, micro-ondas, rádio, RX...
Logo existe uma luz visível e invisível.
Antes a matéria existia como plasma, que é um conjunto de partículas de cargas positivas e negativas, e suas propriedades, quando carregadas, aprisionam a luz e a impedem sua livre passagem. = plasma aparece escuro. As partículas de plasma se combinam e formam os átomos. Quando formaram átomos a luz não ficou aprisionada, começou a brilhar e preencheu todo o universo. Esta luz tem propriedades particulares. Toda a matéria e vida originaram desta luz.”
A luz separada da escuridão, e o aparecimento do elemento de inteligência, o dia é a manifestação positiva, enquanto as trevas, a noite é negativa, mas as trevas é um alento para cada um de nós, pois Choshkn é CH (chet) = chai, vida e SHK que é latente. Nas trevas existe uma vida latente, a vida da semente de Elohim.
A luz traz o que estava oculto, mas é preciso escuridão para revelar esta luz. Ela carrega um significado oculto, a força de expansão superior que abre uma senda e produz de Si mesmo um ponto, um lugar de manifestação e contato com o Ein Sof, é daqui desta luz que podemos descobrir todos os mistérios da Divindade, mistérios da Cabala.
Adentrar na luz é descobrir as trevas e quem resiste as trevas chega na luz, no ponto central, que é o YUD, a luz superior mais pura que preenche toda a criação e existência.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...