segunda-feira, 4 de maio de 2009

Mais Caminhos espirituais...


Seria nossa vida governada pelo acaso, pela lei única da natureza? Pela lei animal, instintiva da sobrevivência? Viver e morrer é o mesmo que nada, quando imaginamos uma vida sem sentido, sem algo maior.
Somos seres tão psíquicos, que nossa necessidade de D´us se resume numa projeção? Somos seres espirituais que nossa ação se restringe a rituais da tradição religiosa? sem explicações e apenas a mecânica de passar de boca em boca? Desejamos um pai, desejamos superar a idéia de fim com uma vida eterna.
D´us é uma ilusão? O que existe fora de nossa existência consciente?
Construímos crenças, idéias filosóficas para alicerçar a nossa vida
Para alcançarmos respostas é preciso ver o que o conhecimento da cabala nos traz. Mas para isto, é preciso estar desprendido dos conhecimentos que nos chegam. Para a Cabala D´us é o Nada. Um Nada existente, que Dele origina-se tudo. A inteligência, energia constante, harmônica, luz e força constante e ao mesmo tempo caótica e escuridão. Em sua combinação encontramos os primordiais da criação.
Concebemos estas idéias cabalísticas a partir da existência do homem. Isto é, o conhecimento existe pós a criação do homem, mas a criação pré existe o homem.
A semente a unidade, o potencial pré existe o homem e o homem com sua inteligência vai construindo a sua realidade através de sua mente, com isto, a sabedoria e entendimento, graus altíssimos, da inteligência humana, podem ser atingidos. A partir daqui a participação do homem é outra na criação, seu olhar e sua postura mudam. Um novo mundo começa a ser construído.
Tentaremos entender D´us de baixo para cima, de uma inteligência infantil, limitada, imposta pelos instintos e pelo egoísmo que vai crescendo até uma inteligência aberta, liberta, coletiva, divina. É preciso viver etapas para que a mente possa se adaptar a cada nova situação.
Cada etapa é um abrir-se para a luz de D´us.
Nossa fé é um instrumento de conexão com a nova realidade, que é observada, através dela abrimos as imposições negativas e limitadas da vida. Através da fé nos colocamos em movimento positivo, crescente. Criamos dentro de nós uma realidade possível.
A vida é algo possível, diferente da morte.

Vivemos um debate interno silencioso, uma luta entre um D´us que existe e um que não existe. Considerando que existência nos fala de uma atitude e dedicação a esta realidade. O conflito silencioso se dá sem que possamos perceber. Nos levando a falta de fé, falta de paciência e péssimos pensamentos e ações.
A crença na existência de D´us é um convite para irmos alem do que é visto, alem do que a ciência pode nos falar. Ampliar a mente é duplicar as possibilidades da vida e do que vemos.
Este exercício em descobrir D´us que devemos fazer é algo que exige esforço constante, pois o conflito silencioso está ali, aguardando par nos levar a realidade limitada e contraída!

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...