quarta-feira, 22 de julho de 2009

Nosso Mundo através da Kabbalah

Quantas vidas podemos ter? quantos destinos podemos fazer? Nossa vida pode acontecer de diferentes formas? em diferentes dimensões?
Muitos mundos podem ser alcançados e vividos. Podemos mudar nossa vida a cada segundo. Mudar nosso destino, escolher novos palcos para serem vividos, escolher entre a felicidade e a dor.
Kabbalah significa “recebimento” e não é por acaso.
Daí pergunto...o que estás deixando chegar em tua vida? O que estás recebendo?
Kabbalah é uma prática de vida, um conhecimento que nos faz parar e ver o que recebemos, nos ensina a receber a vida plena de felicidades e merecimentos. To,ar as rédeas o tempo todo, através de uma consciência desperta.
Você tem duas fortes realidades para viver, seu livre arbítrio faz a escolha a cada segundo. Ou você vive na consciência da queda ou do paraíso. Ou você vive na incerteza ou na certeza.
Sua condição humana lhe trouxe a consciência, a inteligência que te faz co-criador a cada momento. Aprender a sair da vida das incertezas é deixar de ser reativo e tomar a vida nas mãos.
Decida agora o que você quer de sua vida!! Mas lembre-se sua decisão afeta muitos mundos, por isto, devemos conhecer as leis espirituais para fazer as escolhas certas e de forma certa.
Aqui e agora existem muitas realidades, cada pessoas, cada situação traz uma realidade diferente, você se conecta se quiser, deixa aquelas informações influenciarem sua vida se desejar. Sua mente e suas decisões são poderosas.
É preciso pratica para ganhar estes mundos e te libertar do mundo comum, da contra inteligência, dos desvios, das preocupações diárias devido as incertezas. A cada conhecimento e prática diária, quando sabes aonde queres chegar, vais ganhando mais e mais degraus em sua escada, subindo aos céus, ao encontro com D´us.
Kabbalah é transformação, bem estar, equilíbrio e satisfação.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...