terça-feira, 25 de agosto de 2009

Que seres são estes que aparecem sem identidade definida,
Almas sofredoras, silenciadas.
Buscam uma identidade, um VIR A SER.
Buscam em nós acoplar-se na luz.
Que fortes somos.
Que traição realizamos ao não acolhe-los, não ama-los.
Mas como podemos amar o indefinido.
O que se esconde.
Esconde-se atrás do que não é. Quer ser uma farsa.
Nem homem, nem mulher.
Nem mulher e nem homem.

O poder está em ser, mas dançar em energia em cada um.
E daí constrói-se a unidade.

D´us é um. Aquilo que queres ser, mas não consegues.
Ataca-me, devora-me, inveja-me...

Mas nunca será aquilo que sou e nem que outros são.
Ninguém é mais mestre do que o próprio mestre.

Aprendi com Ele, verdadeiramente.
Tua fantasia é uma farsa, que os dias contam.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...