sexta-feira, 18 de setembro de 2009


Um ano sob a regência da Letra AIN, a letra de valor 70, ligada a palavra AIN que é Olho, OLAM que é mundo, ELAM, que é Oculto, ED que é Tempo, YYIUN que é contemplação.
E este ano é um convite para abrir ou fechar os olhos, depende de cada um, para contemplar o Divino que está oculto neste mundo, o tempo verdadeiro que somente com os olhos corretos podemos ver. Ver a Divina Providencia. O olho que tudo vê.

Ain nos remete a energia de capricórnio, da construção, da correção e limpeza de nossas raivas, pois quando tomados pela raiva, deixamos de construir nossos sonhos.
Ain é o olho de D´us, o olho de Daat, a não sefira, a passagem que só nos é mostrada quando passamos pelo processo de purificação e julgamento Divino.

A letra traz para o ano a observação das coisas que estão se materializando na nossa volta, a matéria que aparece no espaço, com aspecto, aparência, cor, brilho, forma, extensão e superfície.
Ao entrar na Terra de Israel, Joshua era Ai, ayin-yud soletrado, uma forma abreviada de ayin " o Olho ".
Através desta letra poderemos aprender neste novo ciclo a abandonar o que não serve, não satisfaz mais.

Mas não podemos fugir que é também esta letra que traz o mal, a descida aos valores mais baixos e que precisam serem vividos para serem purificados.
Ela nos convida para fazermos um caminho de consciência e fidelidade, para sobreviver a tudo que nos será mostrado. Vamos enxergar e ter consciência da maquina do poder, por isto será um ano de atitudes, limites bem definidos, regras. Um ano que falará do poder, da energização, da capacidade que cada individuo tem de transformar-se e ao todo que integra.

Também traz o caminho da renovação, através do olho que nos prepara para o auto conhecimento, através do buscar, do estudar, separar, pesquisar, analisar, avaliar, sintetizar aquilo que há de mais elevado. Neste momento inicia a aplicação da ação da restrição, pois o intelecto inferior tenta agir de forma reativa, impulsiva e egoísta, numa visão sempre voltada somente para as imagens e aparências.

Novos conceitos aparecerão, renovar-se nas relações e nos significados da vida. A consciência da existência real do outro começa aqui, com a confiança e fé.
A letra Ayin é uma letra sim¬ples, seu valor é 70 e corresponde-se com a letra H, o nada, silencio, mas um silencio que deseja, necessita, e dependendo como funcionar pode gerar o mal.
Neste caminho, Ayin é a reorganização da perspectiva que dá uma nova visão das coisas. Temos o olho físico que pode nos conduzir a enganos. "As cores fazem com que os homens tenham olhos e não vejam. Os sons fazem com que os homens tenham ouvidos e não escutem". ("Tao te King" - Cap. 34). Temos o olho interno que nos leva à Grande Visão.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...