domingo, 31 de janeiro de 2010

Liberdade...saindo do Egito (capitulo da Torá)

Transformação é o tema desta semana! No capitulo que os grandes cabalistas estudam nesta semana, Beshalach, na Torá, nos conectamos com os mananciais espirituais, einot em hebraico e que também significa Olhos (ain), e os olhos são uma de nossas portas principais de conexão com este mundo.
Mudar para a kabbalah inicia na forma como olhamos a nossa realidade.
Cada um de nós olha cada situação da vida de uma forma diferente, em cada situação de nossa vida temos um olhar e este olhar é um filtro.
Olhamos a favor ou contra, com cores ou sem cor, olhamos através de nossas feridas e complexos. Olhamos num ponto, n um ângulo e reagimos a eles.

Quando os hebreus deixaram o Egito e os egípcios vieram atrás seu simbolismo esta em nossos dias quando caminhamos e nossos problemas vem atrás e derrepente quando nos deparamos em nossa frente tem um novo problema – falamos: Parece teste!! Para a kabbalah a vida não nos testa!, mas os desafios aparecem para que possamos desenvolver ainda mais nossa dimensão corpórea, a nefesh. Um novo esforço para abriremos mais para a luz, a parte em nos que esta na escuridão.
São oportunidades de aplicarmos o conhecimento que temos. Mas tudo depende de nossos olhos, da maneira como enxergamos.

Para a Kabbalah necessitamos atuar, modificar a realidade, promover revoluções e libertações internas.
Vestido de corpo e alma, cada um sofre a lei que cada um impõe. A alma esta confinada ao corpo , uma parte em nós presa. Muitas vezes estamos mais na alma, na mente, nos sonhos, e esquecemos dos impulsos e necessidades do corpo, neste corpo ficam as impurezas, os traumas, esquecemos de olhar para ela, trabalhar, aceitar seus impulsos e desejos.
É preciso se libertar destas amarras, destas cascas que impedem o corpo, o aqui na terra ser uma vida bela e feliz.
Sair do Egito é fácil...mas tirar o Egito de si... é que é difícil.

É de se pensar. Fazemos um balanço da vida juntos.
Estamos no Egito, e a Torá com seu texto atualíssimo nos convida para experimentarmos o gosto e a analise de nossa condição.
A escravidão vai além dos padrões comuns, mas ... sabe aquelas coisas que temos dificuldades de viver, pois é, ali tem escravidão, algo fechado, encarcerado, que temos medo de soltar!!
Carregamos dentro de nós uma falsa espiritualidade onde nao nos permitimos viver certas coisas, mas inconscientemente fazemos outras de nosso ego...muito pior.
Trabalhar mais dentro de si e descobrir o que é necessario e bom, que existem em nossa consciencia corporea, material. Não podemos negar este mundo, pois foi criado por D'us e é nele que fazemos nosso "Tikun" - ajustes, consertos.

Há coisas na Kabbalah que não tem como escrever, faz parte da tradição Oral!!
Mas necessitamos cair em si, encarnar, viver aqui, dentro desta realidae, nao afastar a espiritualidade da vida terrena, mas combina-la!! Convidá-la para fazer parte!

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...