terça-feira, 20 de abril de 2010



A fé nos coloca no caminho, a estrada se mostra, aparece, estranha, nova, cheia de neblinas.
A chuva é intermitente, amiga nossa, nos acompanha em todas as aberturas.
O coração aos poucos vai se abrindo.
Deixamos para traz o barulho, vencemos a contra inteligência, a confusão. Ficou para traz as nossas duvidas.
by cristianzermes


Tomamos o caminho da fé, nos deixamos guir por uma força, que nos preenche.
A paisagem e o verde nos toma por inteiras.
O mistério que nos guia. O algo a mais a quem servimos e nos faz sentir mais a força de nossa alma, o êxtase, o sentido do caminho e de nossas vidas. Agora somos mais SER do SER.


Sagrada Família. Escadarias das torres da Fachada do Nascimento.
"Por esta escada em caracol, o sonhador sai das profundezas da terra e entra nas aventuras do alto" [...] "e desemboca numa torre; essa torre é a torre ideal que encanta todo o sonhador de uma morada antiga" [...] "cercada por uma luz tênue" [...] "Reflete sempre a intimidade em seu centro."
(Bachelard, a respeito de Henri Bosco, in A Poética do Espaço, p. 371)


Queria que as palavras descrevessem os caminhos traçados.
Um ano em busca de si. Um ano para encontrar num lugar certo a alma, jamais encontrada por tantos.
O caminho que faço é meu, mas não sou eu sem que algo maior exista. Sem que cada pessoa exista. Espelhos de mim, de um bem e de um mal.
Meus inimigos moram em mim, mas aparecem nos outros, o meu melhor mora em mim, mas aparece nos outros. A correção (Tikun) é um trabalho de enxergar a verdade, traze-la ou afastá-la de nós. Trazer não significa abraçar aquele estranho de fora, mas trazer a compreensão da existência do estranho tão próximo de nós.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...