domingo, 16 de maio de 2010

IDENTIDADE....qual a sua?


Derrepente vem a sensação de estarmos perdidos, sem saber para onde ir.... sem saber quem se é....que triste..vivo a anos comigo mesma e nem sei quem sou.
Uma crise avassaladora e bum, derrepente uma torre cai, desejos, idéias se perdem. Fui bombardeada. Sobrou pouco! Fui atacada, espiritualmente e covardemente....
Mas quando percebi construí uma ponte entre os estados. Daqui para Israel.
E Israel se abriu, pois Israel é aquele que despertou.
E todos querem converter-se para Israel. Para este despertar.
Sim Israel é uma palavra código, para quem luta com D’us, está junto de D’us.
É preciso criar pontes quando D’us aponta a direção. Descobrir-se e manter a identidade.
Do eu para o EU.

Quem eu sou... o que sou?

Um EU forte é o que todos desejamos, mas a maioria constrói de fora para dentro e não de dentro para fora.

Quem eu sou...esta é a pergunta que não cala, mas que não queremos ouvir..deixamos a pergunta do tipo quem tu és... é o que eu quero ser....pois tu és melhor que eu.

No dia dia buscamos os meios de satisfazer nossas necessidades básicas, adquirir sucesso, poder e dinheiro, mas algo dentro de nós fica vazio... e nos persegue. Enquanto não olharmos isto, aqui estará o ponto inicial do mal e do sofrimento – uma eterna insatisfação. Uma eterna porta aberta para sermos atacados.
A identidade!

A cada instante deve-se manter a identidade do EU, deve-se permanecer no Presente, através da memória. O eu é constituído de passado e futuro, de um tempo não existente, vir a existir, é realizar-se, é construir uma memória, um acontecer, uma ação pessoal, que gera um movimento e dinamismo.

No centro do ser encontramos o trono, o ponto, o palácio. O coração. Local onde devemos chegar para governar a nossa vida, emoções e pensamentos.
Chegamos a TIFERETH.
É aqui que você tem que se encontrar, voltar para si. É Jerusalém, é Israel.

Tifereth significa Beleza – a beleza da unidade. O encontro com a força e o poder.

Representa o SELF, o centro do existir, é a natureza essencial, aquilo que se é, a consciência iluminada, é o reflexo de KETER, o EU SOU. Onde encontramos a unidade.
Coração e SNC em unidade.
É o nível do ser – a alma (Rush que irá experimentar a neshama). O que é mais real no indivíduo, é o peito, o coração.
É o homem tranqüilo, completo, a realização.
É o EU, o vigilante que canaliza as informações da misericórdia, justiça, sabedoria e entendimento. Engloba as 5 sefirot do mundo da formação. Aqui está o resultado da estrutura a ser implantada. O ser formado e que está sempre se formando.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...