quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Mundos na Kabbalah


Arrumar a vida está ligada a nossa capacidade de compreensão de diferentes realidades que podemos viver.

A Kabbalah nos traz num primeiro momento 2 realidades: O Mundo do Caos (Olam Tohu) e o Mundo da Correção (Olah HaTikun).
O mundo do caos é este mundo onde cada anda por si, vive por si, como a idéia no transito, onde cada carro anda conforme acha que deve andar, sem pensar nos outros, sem pensar na importância da lei – sem andar junto com outros.
Quando funcionamos emocionalmente de uma única forma, como por exemplo, somente com misericórdia sem rigor (limite), ou com rigor e sem misericórdia. Enquanto isto o mundo da correção é quando todos andam juntos, buscam um movimento de equilíbrio. Um coopera com outro, há lei, há resistência, é o que chamamos de mundo do compartilhar, enquanto, que o mundo do caos é o mundo do desejo somente para si, o egoísmo.
Assim, no mundo do caos, cada parte da criação está limitada, funciona somente com 1% de sua capacidade, enquanto que no mundo da correção a criação funciona em todo o seu potencial, pois as partes funcionam juntas.

Aqui neste mundo, andamos fragmentados, cheios de duvidas, incertezas, dominados pelas emoções, por nossas carências, fragilizados, longe da Luz, dispersos em suas dores e erros. Dispersos em suas duvidas e inseguranças, longe de si mesmos, de sua própria força.

Abandonados de si mesmos.

Precisamos recuperar o prazer de estarmos consigo mesmos, com aquilo que somos. Para entrar a cada dia no mundo da Correção, e unir as partes, que estão esquecidas.
Na fragmentação conhecemos um ÂNI (pobre, em hebraico), enquanto que na unidade conhecemos o ANI (Eu em hebraico). A diferença esta que a palavra Pobre, âni, é escrita com a letra AIN (valor 70) e ani (eu) é escrita com a letra alef (valor 1).
O EU está mais próximo da unidade, enquanto que o outro eu pobre, em falta está 70 vezes longe desta unidade. AIN é o nome da letra, e também significa Olho, o olho que estando aberto se perde em todos os referencias externos.
Nossa alma está doente...afastada de si mesma, clama por si mesma, clama por D’us!, pela volta a unidade, onde tudo funciona conjuntamente.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...