terça-feira, 16 de agosto de 2011




A palavra é a dinâmica da vida, expressamos nossas idéias, nossos pensamentos. É pela palavra que construímos os diferentes mundos em nossa volta.

É a palavra a magia maior para a kabbalah. Nele está a força e a energia.
Somos seres lingüísticos.
Para a kabbalah a palavra está no processo da criação. D´us cria o mundo através de suas palavras.

É onde o homem se diferencia de cada homens e de cada coisa criada neste mundo. “ Aquele que não pode falar, dar nome está fora de um contexto, o contexto para descobrir-se.
Na palavra criamos mundos e destruímos, com ou sem consciência usamos as palavras de forma incensurável, desmedida, sem dar importância, sem meditar ou focá-las.

Ela nos aproxima de tudo que está fora e dentro de nós, através do pensamento captamos e pagamos para nós, através da palavra transformamos estas coisas. Damos inicio, meio e fim, trazemos um destino, um caminho, definindo a missão e sua evolução.

Palavras nos chegam e nos transformam, sem que possamos perceber, somos frutos de palavras faladas e pensadas. Sem tê-las, absorvemos qualquer palavra, de qualquer lugar!

É preciso ter a sua própria palavra, algo que venha do coração, algo que construa o sagrado.




As letras do alfabeto hebraico representam as vasilhas de transformação, em nossa caminhada conheceremos algumas idéias a respeito delas. A primeira letra é o ALEF, de valor numérico 1, corresponde a letra “H”, e não comumente é conhecida como a vogal “A”. Ela representa o primeiro som que o ser humano articula. Exprime a idéia de unidade e do princípio; designa a causa, a força, a atividade, o poder, a estabilidade e o homem como unidade coletiva.
Ela é pura energia – designo Divino. O primeiro estado do Fogo, a semente. É o homem primordial, Adam Kadmon, o modelo, a idéia, é a ponte e mediador. O desenho da letra nos leva a carta do MAGO, onde a mão humana recebe a força e inspiração Divina e traz ao seu mundo. Esta é a luz da consciência. É o principio da emanação, o inicio. Principio do pensamento, que anima e dirige e é envolvido por ela. A semente que é jogada no universo. Nesta carta encontramos o Homem, o bastão (masculino), a taça (feminina), a espada que é a ligação entre os dois.
Ela esta ligada ao elemento AR, é o que traz o estado de equilíbrio de nosso cosmos. Pois este elemento é intermediário entre céu e terra.
É a letra que simboliza o ato anterior a toda a Torá, o ato anterior a criação – O silêncio, ela é uma letra muda, representa a necessidade que temos de aquietar a mente e o coração, ela é o momento de inspiração, é a conexão da vontade com o restante do ser. É a captação- recebimento. Alef é a primeira sefirá (keter), oculta, serve para receber de D'us. O Alef traz a realidade infinita, a luz da sabedoria.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...