segunda-feira, 7 de novembro de 2011

De que é feito nosso mundo?



Olho para os lados!

Letras, palavras, textos. Somos livros ambulantes, conjunto de letras e informações. Dentro de nós existem todas as letras, somos uma sopa de letrinhas que necessita de um canal organizado para expressar a palavra certa.
Para a cabala somos feitos de números e letras, números são as vestimentas de D´us, as sefirot e letras são os nomes.
O sefer Yetzira nos traz são 22 letras, 3 mães 7 duplas e 12 simples, um mundo em 3 partes, de 3, 7 e 12. 3 que correspondem o ENTENDIMENTO de tudo, recebem a energia de Biná, 7 que recebem a energia do CENTRO, Tifereth e 12 que recebem a energia do mundo da ação , Malchuth.

E as letras mães guardam um segredo (Mufla) sod gadol mufla ;Alef, mem e shin = o ar, a água e o fogo. Juntas forma a palavra EMESH = véspera, a véspera da criação.
Alef tem relação com o VAV, que é o ar; o Mem com o HEI, que é a água, e o shin com o YUD, que é fogo, e assim temos o nome de D´us – tetragrama. Símbolos que são chaves de um movimento de palavras criado e distribuídos por d´us, combinados e descombinados. E tudo isto é a origemde tudo. Antes da luz, antes dos recipientes, antes da organização de tudo em partes, partzuf, que irão conter as 613 conexões de luz ou 613 partes deste corpo. E tudo isto é pura organização num mundo de desordem e caos.

Jacó chama D´us de Emesh, o D´us da origem, do principio dos princípios. E oq eu temos antes? Uma luta entre energias que necessitam de organização e ordem. Emesh nos coloca acima de tudo, acima de nossos problemas. Pronunciamos Emesh para quando estamos numa situação difícil, e assim, exprimimos as letras mães para formar algo melhor. Elas são as estrturas que seguram a ordem das sefirot.

E 7 são as duplas, como os 7 dias da semana, 7 planetas, cores e notas musicais. E 12 são os meses, as tribos, as casas astrológicas, as horas.

Números que são as sefirot , de 1 a 10 e letras 22, total 32 caminhos de sabedoria, chaves para a harmonia de universo. Uma harmonia matemática, combinações de letras que originam textos e palavras poéticas, palavras boas trazem harmonia, pois vibram o bem.

Na guematria, a equivalência numérica das palavras é algo de forte significação. É o principio de correspondência, onde tudo é um. As proporções harmônicas que encontramos na natureza, os limites numéricos que se prestam a nós.

No numero encontramos os conflitos, as possibilidades do bem e do mal, assim como, os estados de equilíbrio. Na consciência da ação em cima do numero erguemos nossa vida e energia. Respirar 3 vezes é diferente de respirar 7 vezes. Há coincidências neste mundo…mas nada é por acaso, por que tudo tem sentido, significado, vibração, tudo se combina e descombina para combinar de novo.

Nenhum comentário:

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...