terça-feira, 5 de novembro de 2013

Há muitos mundos
Muitos espaços
Diferentes objetivos
Diferentes pessoas.
A kabbalah não é ortodoxa, não é dogmática...mas as pessoas são!
Profunda e inteligente, mágica e cheia de magias e milagres,
Ela te convida para fazer o movimento.
Não nos damos conta de uma luz, mas alimentamos a escravidão, a imagem e o status.
É preciso deixar as mágoas caíres, deixá-las para trás.

É preciso abandonar as culpas para sermos felizes, para agradecermos humildemente ao inimigo que nos acorda. Nos tira do túmulo da vida, como a carta o Julgamento do tarô!

Nenhum comentário:

parte 1 Noé (Noah) nos conta de um mundo espiritual, sem caos, a construção desta possibilidade, ou o que chamamos de passagem do 6 para...