quarta-feira, 22 de outubro de 2014




parte 1
Noé (Noah) nos conta de um mundo espiritual, sem caos, a construção desta possibilidade, ou o que chamamos de passagem do 6 para o 7.
Noé é descanso, significa descanso em português! – tem 2 sentidos ... como a idéia da zona de conforto, não se mexer e o descanso daquele que tem a constante crença em D´us. Pois é aquele que está em harmonia com a Graça Divina

Cada um de nós deve encontra um noé dentro de si. Sair da massa oceânica e construir a sua arca, para não ser levados pelas águas.
Ligados a massa oceânica está o nosso lado somente animal, aquele que perde a conexão com a divindade.

A arca em hebraico – Tebah, também significa PALAVRA! As medidas desta arca = 300 x 50 x 30 = constrói a palavra LASHON – linguagem, língua....
A Arca sagrada nada mais é do que a palavra-lingua sagrada, a idéia de aprendermos sobre guardar nossas palavras, de nos darmos conta do poder da palavra – que constrói o nosso mundo.
A palavra constrói diariamente a tua vida, palavra pensada, sentida e falada. Preservar a palavra da corrupção, pois a geração de Noé era uma geração corrupta, mentirosa e as águas vieram para limpa-los.
O dilúvio marca o fim de um ciclo e inicio de outro ciclo, a limpeza a purificação que devemos fazer de nossas vidas, casas. A criação começa outra vez .....

Você já notou que a cada semana temos muitas energias de novos ciclos....
Então fique atento para este novo momento!!!!

Dilúvio em hebraico – Mabul, significa Oceano celestestial!! – são as águas de cima, acima do firmamento. A água aparece aqui como curadora. Água que vai nos levando. Dizem os sábios que teremos 3 diluvios. o 3° dilúvio é o da unificação e retorno, que nós vivemos nos dias de hoje.
A idéia de castigo é apenas uma metáfora, pois cada acontecimento é como um remédio para uma doença, pois assim, podemos voltar para nosso verdadeiro caminho. A água é o remédio – unidade e fluidez de todas as coisas. Queres deixar a vida mais leve? BEBA AGUA. Muita água. Sem água nos sentimos pesados.,... tudo fica duro, o olhar, o sentir e o agir.

A arca é como a barriga que vai conter e gestar partes de nosso ser. Animais em par, casais em par.... a dualidade se apresenta aqui, pois sempre teremos esta energia, pois nosso trabalho é encontrar o equilíbrio.

Ela é apenas uma parte da nossa história, uma passagem. No caminho da construção da arca, do dilúvio, da busca de um futuro, de uma terra seca, vamos nos deparando com nossos sentimentos e aprendendo a guiá-los, transformá-los.



No capitulo da tora – Noah (Noé) encontramos um pacto diferente entre D´us e o Homem, o pacto do ARCO IRIS.

Nosso mundo, vive longe da luz da espiritualidade e conscienciancia, movido pelos seus egoísmos, acumula “pecados” (desvios), absorve a cada dia mais maldade e com isto sofrimento e caos.
O pecado é a nossa incapacidade de compartilhar, olhar para o próximo, para tudo que existe alem de si mesmos. O Pecado é tudo que nos faz “errar o alvo”, estar longe de si mesmos e da unidade que carregamos.
Na historia bíblica, quando a criação foi tomada pela negatividade, D´us golpeou o ser humano com as águas do dilúvio, que vieram para limpar as impurezas, através da presença de um homem justo (Noé), Ele, Bendito Seja, restabelece sua misericórdia através do laço e da promessa de não mais destruir a criação.
O primeiro arco-íris foi visto após a inundação. O arco-íris simboliza o pacto que D´us fez com Noé de nunca outra vez destruir o mundo com água.
O Arco aparece como sendo o poder da oração, um cabo de conexão entre mundos. No mês de Kislev, nono mês, marca a sua presença pelo Arco ou Arco-íris. Por detrás da presença do arco íris existe a revelação de luz, o cessar da escuridão. Ele revela as cores, as 7 cores - as dimensões espirituais perfeitas que nos tiram das energias do caos.
Todo pacto é firmado através de um sinal e de uma lei, cada patriarca tem o seu pacto, Abraão, a circuncisão, Moises, o shabat.
O arco é a arma de D´us que é deixada nos céus.
Quando o mundo é tomado pelas forças negativas e o caos sobrevém, D´us envio um novo dilúvio, mas a palavra de D´us e sua promessa estão presentes todos os dias.

Para aquele que vê o Arco íris deve ser proclamada a benção: “ Bendito Seja Ele, que recorda a aliança, pois este é o sinal da Santa aliança que o Eterno bendito Seja, pôs no mundo, para que as águas do dilúvio não voltem a cobrir o nosso mundo.”

Falamos pois, quando as massas de maldade tomam conta da terra, o Santo Bendito, seja lembrado de sua promessa.
O Arco íris aparece para proteger o mundo de toda a vez que ele é golpeado pelo Divino, por que a humanidade cometeu algo de mal. O Rei (D´us ) vê e se regozija, e sua ira diminui.
“ E Eu verei e recordarei o pacto perpétuo” (Gen 9:16). Em suas cores básicas, Branco, vermelho e verde, o arco íris nos remete as 3 sefirot principais (Chessed, Guevurah e Tifereth), mas em suas 7 cores no remete ao recebimento de toda a luz da Arvore da vida.

Ela é a representação de Malchuth, dos pés, do Reino que recebe de forma perfeita a luz e restabelece a ordem. A magia do arco Iris quando contemplamos está na idéia que ele carrega toda a mística da criação e reorganização das forças que comandam nossa vida!

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...