terça-feira, 28 de setembro de 2010

Shemini Atseré e Simchá Torá!! Circulos de LUZ!






8° dia - Mude Tudo!!
8 é a ligação maior, corresponde ao numero do SOBRE NATURAL - aquele que está acima do mundo fisico, comum, natural.
É quando atingimos um nivel mais profundo em nós. "Pegamos os cromossomas", chegamos em D´us, e reestabelecemos nossa ligação com ele. Pois neste dia inicia SIMCHÁ TORÁ.
COSTUMES DESTE 8° DIA DE SUCOT:
Em Shemini Atsêret lemos uma famosa porção na Torá, que inicia com as palavras Asser Teassêr, que significa: "Certamente darás o dízimo." - Atraves deste Dizimo reestabelecemos a ligação com a LUZ - é o compartilhar.
A razão pela qual esta porção é lida em Shemini Atsêret fica clara se lembrarmos que Sucot é a Festa da Colheita e Shemini Atsêret é o oitavo dia de Sucot (embora na verdade seja uma festa em separado). Em outras palavras, esta é a época quando toda a produção da terra já foi colhida. Era a ocasião de doar aquilo que era devido aos sacerdotes e levitas, bem como às pessoas sem terra e aos necessitados.
Nossos Sábios vêem nas palavras Asser Teassêr a indicação de uma promessa de riqueza àquele que observar fielmente a lei de maasser. Pois as palavras hebraicas asser, dar a décima parte, e osher, riqueza, são derivadas da mesma raiz. Por isso o ditado tornou-se famoso: "Asser, bishvil shetis'asher", que significa: "Doe a décima parte e se tornará rico".
Le-se neste dia:
"Bendito seja D'us, que concedeu o descanso a Seu Povo Israel, conforme Sua promessa; não falhou uma palavra de toda Sua promessa, que Ele prometeu pela mão de Moshê, Moisés, Seu servo. Que D'us, nosso D'us, esteja conosco como estava com nossos pais; que Ele não nos deixe, não nos abandone; que leve nossos corações até Ele, que caminhemos em todos Seus caminhos, que guardemos todos Seus mandamentos, e Seus estatutos, e Seu julgamento, que Ele ordenou a nossos pais.
"Que essas minhas palavras, com as quais supliquei perante D'us, seja perto de D'us, nosso D'us, dia e noite; que Ele mantenha Sua causa de Seu servo e a causa de Seu povo de Israel para sempre; que todo o povo da terra saiba que D'us é D'us, e que não há nenhum outro.
"Faça seu coração perfeito com D'us, nosso D'us, para caminhar em Seus estatutos, e para guardar Seus mandamentos como fazemos hoje."
Podemos imaginar como foi grande a alegria e a inspiração naquele memorável Sucot, quando o recém construído Bet Hamicdash foi inaugurado.
Ouvimos na Haftará que "No oitavo dia ele (Rei Salomão) dispensou o povo, e eles abençoaram o rei e foram para suas tendas cheios de júbilo no coração, por toda a bondade que D'us tinha feito para David, Seu servo, e para Israel, Seu povo."

CHEGOU A HORA DA TORÁ!!


UM NOVO CICLO VAI COMEÇAR

Faça parte da ESCOLA DE KABBALAH E PARTICIPE DE NOSSAS COMEMORAÇÕES...
A Torá é a base e fundamento de nosso trabalho espiritual, sua magia é contatada a cada leitura, que sem julgamento absorve sua luz. Através dela construímos o pilar da COLUNA DO MEIO em nossas vidas.

A Torá nunca termina porque precisamos do poder da continuidade.

Quando chegamos no fim de sua leitura, logo, logo reiniciamos no GENESIS (Bereshit), pois como a vida ...existe uma continuidade, mas a leitura muda, o olhar muda, a compreensão muda.
A cada ano uma transformação a mais, uma limpeza a mais das coisas que aos poucos vão saindo. O Zohar diz: Nada muda radicalmente em nossas vidas!!!

O dia 30 a noite e dia 1 de outubro são dias de forte energia no ar, é muita energia positiva que nos ajuda a criar um novo ciclo em nossas vidas. Simchat Torá é a Felicidade da Tora.
Você sabe a Tora possui letras de luz, com isto ela tem uma aura de energia muiiitoo grande e neste dia podemos captar esta energia.

O que significa “alegria da Torá”? Podemos receber no universo o poder da alegria e da felicidade. FELICIDADE É ENERGIA!!!!

“Em momentos de caos, você sente medo, raiva, inveja ou outras coisas. Mas outras vezes, você sente felicidade. Mas o Zohar diz que mesmo que você tenha caos em sua vida, você deve ficar feliz”Berg.
Simchá tora é um Ritual que nos ajuda a retirar a INFELICIDADE de nossas vidas...COMO? ligando-se na FELICIDADE.

SEJA FELIZ!!

“Em Simchat Torá, o Zohar promete que se você ficar feliz, você pode eliminar o caos da sua vida por um ano. Por isso é também chamado Shemini Atzéret – parar no oitavo dia [de Sucot]. Você está acabando com o caos e iniciando um novo filme em sua vida, onde as dificuldades não podem entrar.”
A questão é se dar conta que existe algo dentro de nós que parece não nos deixar nos conectar com a FELICIDADE.
Neste dia você capta esta energia que fica ali, ligada a você para o resto do ano, e quando você sentir a necessidade poderá ir ali, na ligação. É como criar uma memória de alegria entre você e o universo.

O que fazer? Ande em círculos, dance, cante, alegre-se.

Para a Cabala existem 2 formas como a luz aparece:
Luz Interna e Luz Circundante (ou luz envolvente). Nesse dia, trazemos as duas.

1) Luz Interna é energia que você tem dentro de você. Com relação ao seu corpo, pense nele como uma linha reta percorrendo você da cabeça aos pés, de cima até em baixo. A Luz Interna nutre o corpo – ela nos mantém vivos e em movimento. É o que nos faz levantar de manhã. Mas ela não nos protege, não nos fornece milagres ou nos impulsiona na vida. São nossas boas intenções e desejos, mas não a ação – ela não faz nada acontecer na realidade.


2) Luz Circundante é a que o envolve. Imagine essa luz como uma bolha ou círculo que o envolve. Trata-se de um perímetro de cerca de dois metros que se estende de todos os pontos do seu corpo. É um campo de energia que o protege. Você pode vê-lo em alta definição em fotografias que mostram auras, e algumas pessoas até podem até vê-la. Se você colocar sua mão perto de alguém, você pode senti-la. Quanto mais espiritual você for, tanto mais longe você pode ficar e ainda senti-la, mas à medida que você se aproximar, ela se torna mais física, de forma que você pode senti-la melhor. É um campo de energia.

Existem algumas pessoas que tem muita luz circundante – são pessoas de quem adoramos ficar perto. Pode também ocorrer que uma pessoa possua uma energia tão negativa que ela pode contaminar um prédio inteiro – mesmo que não diga ou faça nada.

Quando você não possui Luz Circundante, você tem que viver somente com a Luz Interna. Isso cria uma abertura para problemas, e quando eles vêm, você não tem energia suficiente para superá-los. Há alguns sinais que indicam haver menos Luz Circundante. Essas pessoas geralmente sentem mais pressão e podem tender a vícios. É tudo parte do seu processo de correção.

Luz Interna mantém uma pessoa viva, mas não lhe ajuda a mudar ou superar nada. Significa somente 10% da nossa energia, enquanto a Luz Circundante significa 90%.

A essência de Simchat Torá é conectar-se ao seu próprio círculo de energia – seus próprios 2 metros de Luz Circundante para criar Luz Interna. Você pode procurar e acessar seu campo de energia circular e trazê-lo todo para proporcionar-lhe controle de milagres e maravilhas! E você o faz através do ato físico de andar em círculos.

Em Simchat Torá, você pode aumentar ainda mais sua luz circundante.

Hoshaná Rabá - quarta às 00:001



Hoje a noite - quarta feira às 00:01
Conferência das Sombras

Quinta feira à noite - SIMCHÁ TORÁ


Hoje ore e estude!!

Oração - Mantras

Hoshanot

Hosha na, lemancha Elohênu, Hosha na
Hosha na, lemancha bor´ênu, Hosha na
Hosha na, lemancha goalênu, Hosha na
Hosha na, lemancha dorshshênu, Hosha na


Salva-nos, rogamos-Te
Em Teu Nome, nosso D´us, salva-nos, rogamos-te
Em Teu Nome, nosso Criador, salva-nos, rogamos-te
Em Teu Nome, nosso Redentor, salva-nos, rogamos-te
Em Teu Nome, Tu que nos busca, salva-nos, rogamos-te


ANI VAHU HOSHIA NA


A mim e a Ti, salva-nos, rogamos-Te!

domingo, 26 de setembro de 2010

NOSSO LAR E KABBALAH




Num Núcleo da Estrela da David, vivem seres, trabalhadores espirituais... um dos muitos mundos que se encontram a nossa volta, mesmo segundo a kabbalah... são 7 céus..e este é mais um.
Seu poder é o poder da estrela de David, com seus 72 Ministros, 72 anjos, ministros de D´us, que tem como função organizar a luz, as energias divinas, transmissores dos processos de transformação. Aptos para ajudar quem deseja ajuda!!
Na Kabalah, os anjos, tzadikim (justos, seres de luz) estão ali, na sua volta, prontos para ajudar, mas só o fazem se você pede!

“A vida não cessa. A vida é fonte eterna e a morte é jogo
escuro das ilusões. O grande rio tem seu trajeto, antes do mar imenso.” André Luiz

Para a Kabbalah a estrela de David representa as forças Divinas organizadas, chamadas de Zeir Anpin, uma Face Divina!

A estrela, assim é o canal de segurança, proteção, harmonia, onde cada símbolo que se apresenta em suas partes ( 6 partes) – onde encontramos os patriarcas, cada um trabalha com diferentes níveis de energia-inteligência. Mas sempre estando conectado com os canais das 3 colunas (proteção), da Árvore da Vida. Estes Patriarcas são como carruagens.
A Carruagem é o equilíbrio das forças duais, que cada patriarca conquistou através de seu equilíbrio, inteligência e força. Cada um representa um nível de consciência e cada um trabalhou com diferentes níveis de consciência. (Rigor e Misericórdia)
A estrela nada mais é do que um sistema de perfeição, onde um lado, um patriarca busca o seu equilíbrio, através de um outro, da relação. Ex: Abraão e Isaak, onde Abraão passa pelo seu teste (sacrifício), para aprender sobre o caráter negativo, sobre a justiça, rigor e limites que passa a fazer parte da sua vida, já que era excessivamente misericordioso. É a necessidade de se estabelecer a relação do positivo (+) com o negativo(-), Compaixão-Crueldade.

Aqui ou lá necessitamos aprender a medir estas forças.
Luz e escuridão se apresentam em nossas vidas, misturados, nos perdemos em nossa cegueira.
O Umbral não é lá...mas aqui também......e aqui é nossa grande oportunidade de evolução....mas aqui nos desviamos, lá não tem como...mergulhamos de cabeça nos processos egoístas, dor, culpa e etc.....

Ligar-se a Estrela de pontas para chegar na Unidade, no 7° ponto. O Equilíbrio, um estado de Paz.

No Nosso Lar encontramos:
“A colônia que é essencialmente de trabalho e realização, divide-se em SEIS MINISTÉRIOS, orientados, cada qual por 12 Ministros.
_Temos os Ministério da Regeneração.
_Do Auxilio.
_Da Comunicação.
_Do Esclarecimento.
_Da Elevação.
_Da União Divina.
Os quatro primeiros nos aproximamos das esferas terrestre. Os dois últimos nos ligam ao plano Superior, visto que a nossa cidade Espiritual é zona de transição. Os serviços mais grosseiros localizam-se no Ministério da Regeneração.”




A Kabbalah oferece sistemas, meditações, técnicas para se chegar....
DIA 14 DE OUTUBRO
QUINTA ÀS 14h10min

GRUPO DE ESTUDO
INTRODUÇÃO À KABBALAH
Curso teórico e prático.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Imperdível!




A ESCOLA DE KABBALAH,
TRAZ PRA VOCE O SEMINÁRIO de


Cabala e a Vida Profissional,

Com o Rabino Joseph Saltoun.

Rabino Joseph Saltoun é um estudioso de kabbala, ordenado por Yeshivah Kol-Yehuda,

Jerusalém. Ele tem palestrado sobre Cabala desde 1982.
Foi durante anos professor do Kabbalah Center de São Paulo.
Hoje vive no Canadá.

Neste seminário irá tratar:

Prosperidade e o poder espiritual do dinheiro

Reencarnação e a missão da alma

Vocação pessoal, auto-realização e vida de plenitude

Meditação Cabalística com Nomes Sagrados de prosperidade





DIAS 24 e 25 de Outubro 2010

Dia 24: 15hs – 19 hs

Dia 25:18h15min – 21h15min



VAGAS LIMITADAS

Até o dia 1 de outubro R$ 180,00

Depois do dia 1 de outubro R$ 250,00


* depositos CEF 435 001 28246-8 Adriana Finkelstein
avise por email ou telefone sobre seu depósito

AS VAGAS SÃO LIMITADAS......





Kabbalah é uma linha espiritual milenar que traz um pensamentos profundo
sobre a nossa vida e sua condição, seus desafios e prazeres.
Estuda a criação, estuda D´us, busca entende-lo e aproximá-lo de D´us, ou melhor, fazer com o homem possa se aproximar dele e de sua verdadeira natureza.


MAIORES INFORMAÇÕES:

Escola de Kabbalah – Porto Alegre

contato@escoladekabbalah.com

(51) 3388.7799 ou (51) 9979.4345

Rua Jacinto Gomes 36 sala 304

90040-270 Porto Alegre - RS



Promoção e Organização: ESCOLA DE KABBALAH



APOIO: RESTAURANTE SUPREM

Rua Santo Antonio, 877

sábado, 18 de setembro de 2010

Yoich (Iuch) a sopa da alma




Minha avó dizia que quando você tomava um (Yoich) Iuch (sopa), você nutria a alma, estavas protegido contra todos os males. Principalmente gripes e resfriados.
O Iuch era a receita mais famosa, para quem visitava a casa de avós judias.
Um caldo de galinha, um simples caldo de galinha que aquece e protege a alma. Normalmente é tomado anterior ao Shabat e nas principais festas.

Para nossos sábios, a Torá é um iuch.
Absorvemos e sorvemos cada letra, para transformar em uma dimensão sábia.
Sentir-se preenchidos, esta é a alma que o iuch nos traz, feito com amor de mãe ou de avó.
Um lavar a alma, limpando todas as suas impurezas.
Cheio de nutrientes, como a Torá, uma sopa de letrinhas. Nutrientes que nos envolvem e preenchem, criando novas palavras e frases em nossas vidas.
O Iuch normalmente era feito com uma galinha gorda, e a carcaça era aproveitada para outros pratos, o iuch pode ser incrementando com Kreplach, Mandlen, Knaidlach,Farfel ou Kasha.



A receita do Iuch é:
1 galinha
1 cebola grande cortada em 4 pedaços
2 cenouras costadas em rodelas
1 nabo cortado em 4 pedaços
2 talos de aipo e folhas cortadas em pedaços grandes.
2 talos de salsa
Sal e pimenta a gosto
Coloque a galinha numa panela com 2 litros de água. Deixe ferver, retirando a espuma. Acrescente os vegetais, sal e pimenta. Cubra a panela e cozinhe 2 ½ horas em fogo brando.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

A Dinâmica do Erro e do Perdão



Neste período vivemos o signo de libra, pois buscamos um novo casamento.
Ao nos deparamos com o 1º erro/pecado, nos deparamos que a maior falha de Adam, e que, talvez não foi comer a fruta, mas não assumir a responsabilidade pelo ato.
O erro é um ato de infidelidade, que rompe uma aliança.
Entre nós e D'us existe um fio que nos liga, e quando não cumprimos nossas promessas rompemos este fio com a união.
Assumir esta responsabilidade significa ir ao encontro da dor, a verdade do que se é, que acabou por acontecer, mas o ato inicial desencadeou um caminho. Mas será que o caminho não poderia ter sido outro? Assumir o erro e não passar para os outros.

ARREPENDIMENTO GERA PERDÃO.

O arrependimento exige uma virada interior da energia psicológica, afim de que nossa natureza mais profunda possa ser esmiuçada, e se possível remodelada para melhor.
O perdão está ligado a energia da criação do universo da idéia de nos recriar, de vivenciar e conscientizar dos acontecimentos da história. Estaremos entrando em contato com o reinado de D´us e da falibilidade humana. Agora vivemos um momento de purgar culpas, remover as máculas de impurezas, eliminar a iniqüidade. Devemos trazer a luz, que limpa, purifica. A luz é no mundo físico um bactericida. Os dias aqui são como remédios, como aspirinas que tiram nossa dor.
O perdão é um carinho revestido de advertência e responsabilidade, por isto o perdão é temível, é um tipo de contrato, noivado, pois com o perdão estabelecemos um compromisso, consigo mesmo e com os outros. Retornamos a nós mesmos, a um eu que tem de ser verdadeiro e isto nos dói, amar a si é saber o quanto dói. Buscar nossos erros é descobrir a nossa imperfeição, é buscar um ponto anterior perdido, algo que ficou lá traz por que nos faz mal.
Lembrem-se das coisas que passaram, que esquecemos, um aniversário, uma reunião, um aperto de mão, a chance de descansar, a diferença expressa em nossos olhos, a face no espelho. Deixamos para traz a vida.
A dor destes atos é a manifestação do desconforto, de que algo está errado, mas ficamos nesta situação por que preferimos a falsa segurança (Bezerro de Ouro). Nosso organismo é feito para funcionar contra a dor, endorfinas, imaginação, orgulho. Perdoar é dar a volta por cima, mudar a direção, é perceber o que foi lido erroneamente. Perdoar é ficar em estado de humildade e misericórdia (imagem semelhança de D'us). Assim poderemos colocar nossa mão direita sobre o órgão que dói, e ativar um sistema fisiológico, que permite um estímulo anterior a dor.
O perdão pode ser vivido como um sacrifício, um brit, um pacto profundo com a vida. É um olhar a vida sem máscaras, sem Bezerros.
O perdão é um despertar, um toque, um alarme, que funciona como uma abertura no céu, através do toque do shofar.
Construímos bezerros de ouro, nos deixamos seduzir por serpentes, diabos e satan por que representam um outro, que nos desvia da verdade, que nos testa, que nos faz buscar ouro/valor em imagens e idéias que não são as nossas. É mais fácil fazer o que os outros querem, projetar imagens e achar que o outro é sempre maior e melhor. Como se nossa lucidez só existisse no outro.
É através do perdão que poderemos ser o que somos, abandonar nossos erros e compreender Aquele que nos acolhe, bendito seja Ele.
Devemos pedir perdão pela nossa insanidade.

“O arrependimento de acordo com a visão haláquica é um ato de criação - autocriação. A separação da identidade psíquica de uma pessoa de seu eu, possuidor de uma nova consciência, um novo coração e espírito, desejos, anseios e objetivos diferentes, este é o significado deste arrependimento composto de remorso em relação ao passado e determinação para enfrentar o futuro.” Soloveitchki

Em Provérbios 28:13 está escrito: “Aquele que se arrepende e se aparta de suas transgressões alcançará a misericórdia”
Sabe-se que ao fazermos nosso julgamento a corte celestial abre mãe de seu julgamento, que ocorre em dois dias, através de duas cortes (Rosh HaShana), a corte superior, mais rigorosa, e a core inferior que é mais flexivel.
Os três níveis de ação do Erro e do perdão:
O verdadeiro D'us (Elohim) atua e reina sob o universo e se ocupa de 3 mundos:
Beriáh, Yetziráh, e Assyiah.

Vamos abrir as portas para o perdão!!!
Perdão é esquecer, tirar as marcas, deixar ir.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Avinu Malkeinu

Uma das principais Orações deste período é AVINU MALKEINU, uma oração compara ao Pai Nosso.
Vale a pena nestes dias meditar em cada frase desta belíssima suplica, deste dialogo entre o homem e seu Criador.
A Oração esta em hebraico (transliterado) e português.
Veja no vídeo, ela cantada!!

Talmud relata que certa vez Rabi Eliezer recitou vinte e quatro bênçãos para que o Senhor fizesse chover, mas elas de nada adiantaram. Em seguida, Rabi Akiva subiu ao púlpito e disse: "Avinu Malkênu (nosso Pai, nosso Rei): Tu és nosso Pai! Nosso Pai, nosso Rei: Não temos outro Rei além de Ti! Nosso Pai, nosso Rei: Nós pecamos diante de Ti! Nosso Pai, nosso Rei: Tem misericórdia de nós! Nosso Pai, nosso Rei: Trata-nos bondosamente, por causa do Teu Nome". E suas preces foram atendidas imediatamente.
Estas tocantes súplicas acabaram sendo incorporadas ao texto litúrgico durante os Dez Dias de Arrependimento. No decorrer dos séculos seguintes, outros versículos, todos começando com "Nosso Pai, nosso rei", e implorando a D'us para nos dar vida e perdão, foram acrescentados (Chabad)


Avínu Malkênu, chatánu lefanêcha.
Malkénu Avínu Malkênu, en lánu mélech ela áta.
Avínu Malkênu, asse imánu lemaan shemêcha. Avínu Malkênu, chadesh alênu shaná tová.
Avínu Malkênu, batel mealênu col guezerot cashot. Avínu Malkênu, batel mach'shevot son'ênu. Avínu Malkênu, hafer atsat oievênu. Avínu Malkênu, cale col tsar umastin mealênu.
Avínu Malkênu, setom piyiot mastinênu umecatreguênu. Avínu Malkênu, cale déver vechérev veraav ushevi umash'chit veavon ushemad mibenê veritêcha.
Avínu Malkênu, mena maguefa minachalatêcha. Avínu Malkênu, selach umechal lechol avonotênu.
Avínu Malkênu, meche vehaaver peshaênu vechatotênu minégued encha.
Avínu Malkênu, mechoc berachamêcha harabim col shitrê chovotênu.O Hazan lê cada frase e a Congregação repete:
Avínu Malkênu, hachazirênu biteshuva shelema lefanêcha. Avínu Malkênu, shelach refua shelema lecholê amêcha. Avínu Malkênu, kerá rôa guezar dinênu. Avínu Malkênu, zoch'rênu bezich'ron tov lefanêcha Avínu Malkênu, cotvênu bessefer chayim tovim. Avínu Malkênu, cotvênu bessefer gueulá vishuá. Avínu Malkênu, cotvênu bessefer parnassá vechalcalá. Avínu Malkênu, cotvênu bessefer zechuiót. Avinu Malkênu, cotvênu bessefer selichá umechilá.
Avínu Malkênu, hatsmach lánu ieshuá becarov.
Avínu Malkênu, harem kéren Yisrael amêcha. Avínu Malkênu, harem kéren meshichêcha. Avínu Malkênu, male iadênu mibirchotêcha. Avínu Malkênu, male assaménu savá.
Avínu Malkênu, shema colénu, chus verachem alénu. Avínu Malkênu, cabel berachamim uveratson et tefilaténu. Avínu malkénu, petach shaarê shamayim litefilatênu.
Avínu Malkênu, zachur ki afar anáchnu.
Avínu Malkênu, na al teshivênu recam milefandcha.
Avínu Malkênu, tehe hashaá hazot sheat rachamim veet ratson milefanêcha.
Avínu Malkênu, chamol alênu veal olalénu vetapênu.
Avínu Malkênu, asse lemaan haruguim al shem codshécha. Avínu malkênu, assé lemaan tevuchim al yichudêcha.
Avínu malkénu, assé lemaan baé vaesh uvamáyim al kidush shemécha.
Avínu malkênu, necom nicmat dam avadêcha hashafúch. Avínu malkênu, assê lemaanchá im lo lemaanênu. Avínu malkênu, assê lemaanchá vehoshiênu. Avínu nialkênu, assê lemaan rachamêcha harabim.
Avínu malkênu, assê lemaan shimchá hagadol haguibor vehanora, shenicra alênu.
Avínu malkênu, chonênu vaanênu, ki en bánu maassim, assê imanu tsedacá vachéssed vehoshiênu.


AVÍNU MALKENU

Nosso Pai e nosso Rei: pecamos diante de Ti.
Nosso Pai e nosso Rei: não temos outro Rei fora de Ti.
Nosso Pai e nosso Rei: age para conosco, por amor do Teu Nome.
Nosso Pai e nosso Rei: abençoa-nos/ renova-nos/ para um bom ano.
Nosso Pai e nosso Rei: revoga todos os maus decretos contra nós.
Nosso Pai e nosso Rei: revoga os desígnios dos que nos odeiam.
Nosso Pai e nosso Rei:frustra o conselho dos nossos inimigos.
Nosso Pai e nosso Rei: afasta de nós todo opressor e adversário.
Nosso Pai e nosso Rei: cala as bocas de nossos inimigos e daqueles que nos acusam.
Nosso Pai e nosso Rei: afasta a peste, a espada, a fome, o cativeiro, a destruição, a iniqüidade e o extermtnio dos filhos do Teu pacto.
Nosso Pai e nosso Rei: impede a epidemia contra a Tua herança.
Nosso Pai e nosso Rei: perdoa e desculpa todos os nossos pecados.
Nosso Pai e nosso Rei: faze desaparecer e afasta as nossas transgressões e os nossos pecados de ante Teus olhos.

Nosso Pai e nosso Rei: apaga, através da Tua imensa misericórdia, todos os registros das nossas faltas.

Nosso Pai e nosso Rei: faze que voltemos a Ti em completo arrependimento.
Nosso Pai e nosso Rei: envia cura total aos enfermos do Teu povo.
Nosso Pai e nosso Rei: desfaze as más sentenças decretos contra nós.
Nosso Pai e nosso Rei: lembra-Te de nós com uma boa lembrança diante de Ti.
Nosso Pai e nosso Rei: inscreve-nos no Livro da vida boa.
Nosso Pai e nosso Rei. inscreve-nos no Livro da redenção e da salvação.
Nosso Pai e nosso Rei: inscreve-nos no Livro da manutenção e do sustento.
Nosso Pai e nosso Rei: inscreve-nos no Livro dos méritos.
Nosso Pai e nosso Rei: inscreve-nos no Livro da indulgência e do perdão.
Nosso Pai e nosso Rei: faze brotar em breve nossa salvação.
Nosso Pai e nosso Rei: eleva o poder de Teu povo Israel.
Nosso Pai e nosso Rei: eleva o poder do Teu Ungido.
Nosso Pai e nosso Rei: farta nossas mãos com Tuas bênçãos.
Nosso Pai e nosso Rei: farta nossos depósitos com abundância.

Nosso Pai e nosso Rei: ouve a nossa voz, poupa-nos e tem piedade de
nós.

Nosso Pai e nosso Rei: recebe nossas orações com misericórdia e boa vontade.
Nosso Pai e nosso Rei: abre os portões celestiais às nossas orações.
Nosso Pai e nosso Rei: lembra-Te que nada mais somos do que pó.
Nosso Pai e nosso Rei. rogamos que não nos deixes voltar desprovidos de
Tua Presença.
Nosso Pai e nosso Rei: que esta hora seja uma hora de misericórdia e momento favorável diante de Ti.
Nosso Pai e nosso Rei: tem piedade de nós, de nossos bebês e de nossas crianças.
Nosso Pai e nosso Rei: faze por aqueles que foram mortos por (invocar) Teu santo Nome.
Nosso Pai e nosso Rei- faze por aqueles que foram massacrados por (invocar) Tua Unicidade.

Nosso Pai e nosso Rei: faze por aqueles que padeceram no fogo e na água pela santificação do Teu Nome.

Nosso Pai e nosso Rei: vinga-Te pelo sangue derramado de Teus servos.
Nosso Pai e nosso Rei: faze, se não por nós, por Ti.
Nosso Pai e nosso Rei: faze por Ti, e salva-nos.
Nosso Pai e nosso Rei: faze por Tua imensa misericórdia.
Nosso Pai e nosso Rei: faze por Teu grandioso, poderoso e temido Nome, pelo Qual somos chamados.

Nosso Pai e nosso Rei: concede-nos a Tua graça e atende-nos, mesmo que careçamos de boas ações; faze conosco justiça e bondade, e salva-nos.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Shofar

Neste período de festas é obrigação ouvirmos o shofar - seu som desperta, acorda profundamente nossas células. Considerado uma arma contra a negatividade que entranha em nosso corpo e nosso ser.
No Rosh Hashana seu toque limpa e purifica, no olhar da kabbalah as cascas mais profundas, eliminando as nossas impurezas.

Comemoramos o Ano Novo em dois dias - juízo e misericórdia, fazem parte destes dias, e o segredo do shofar é unir estas duas colunas, erguendo a coluna central.
O primeiro dia do ano novo ( 8 e 9) é o despertar do juízo superior, as três sefirot superiores são despertas para unir-se as 6 sefirot ( zeir Anpin) no segundo dia, que estará sendo desperta a misericórdia inferior. Estes são dois universos espirituais internos, não percebidos.

O poder do shofar

Shofar é uma trombeta, através dele podemos destruir as energias negativas (Clipot) que assolam o nosso mundo, a nossa vida. É através dele que estabelecemos a luta contra o mal. Ele é o instrumento para a guerra espiritual!

São as trombetas que destroem os muros que nos envolvem em nossa cegueira e incapacidade de ação!!

Tradicionalmente, os rabinos antigos criam que o som do SHOFAR confundia o inimigo, o satã.


IMPORTANCIA DO TOQUE

Ao tocar o Shofar espalhamos a força e luz divina em todos os lugares.

Conforme está escrito no Zohar, “Não existe som do shofar, que não ascenda a um determinado firmamento, e tudo naquele firmamento dá passagem àquele som.”
O sopro do shofar é uma ferramenta que possui um efeito imediato de limpeza e purificação sobre as forças negativas que afetam as vidas de cada um na sinagoga, e até sobre a negatividade no mundo como um todo. O som místico que emana do shofar age como um raio laser espiritual que dissolve todos os bloqueios de energia negativa que tenhamos criado nos últimos 12 meses. Um ultrassom espiritual, cujas vibrações permeiam cada espaço de nosso ser, removendo o resíduo negativo e purificando nossa alma. A cada toque do shofar transcendemos os parâmetros normais de tempo e espaço. Revisitamos os momentos do nosso comportamento negativo, e rescindimos os julgamentos.
Os Sons do SHOFAR
O som e o toque que o SHOFAR transmite, é a chave para a ação que devemos tomar. Isto é muito importante.
Ao tocar temos a seguinte benção: "Baruch Atáh ADONAI Eloheinu Melech Haolam, Hasher Kidshanu BeMitzvotav BetTzivanu Lishmo'a Kol SHOFAR."
"Bendito És Tu ADONAI nosso D´us, Rei do Universo, que nos santificas com teus mandamentos, e nos mandas escutar o som do SHOFAR."
A importância do Shofar no 7° mês: O mandamento não se cumpre ao tocarmos o SHOFAR, mas ao escutarmos o som do SHOFAR. Vejamos o que diz Lv 23.24 "Dize aos filhos de Yisrael: no sétimo mês, ao primeiro do mês, tereis descanso solene, um memorial com som de trombeta, santa convocação."
A palavra chave que nos orientará a cumprir o mandamento de celebrar esta festa de Yom Teruah é o "som" que em hebraico é "Teruah". Esta palavra significa "sonido, regozijo, alerta" é o nome de um dos três toques diferentes que se utilizam nos tons e seqüências durante a festa das Trombetas - Yom Teruah. Se notarmos bem, a ênfase está na palavra "som" de onde vem a palavra "soar". Assim que, ao escutar o som do SHOFAR, cumprimos o mandamento.
O Shofar emite três sons característicos:

Tekiá – um som contínuo, como um longo suspiro; Tekia é a Mãe superior, a misericórdia de Abraão (Chesed- col. da direita).

Shevarim – três sons interrompidos, como soluços; Shevarin (tocada em três notas) é o juízo indulgente - o som que nos chega ao coração e abre-o, tem relação com a coluna da esquerda , com Isaak (guevurah);

Teruá – nove (ou mais) sons curtís-si-mos como suspiros entrecortados em prantos. Aqui está o segredo do juízo estreito, ligada a Yacov (jaco - tifereth, a coluna central);
Nm 10.5 "E quando tocares retinindo - Teruah - partirão os exércitos que estão acampados ao oriente..."
Estes sons do shofar evocam e expressam sentimentos de profundo pesar pelas más ações que cometemos no passado.

Esta é a ordem dos toques do shofar:

1. Tekiá – Shevarim – Teruá – Tekiá

2. Tekiá – Shevarim – Tekiá

3. Tekiá – Teruá – Tekiá

O som de cada grupo é repetido três vezes, totalizando trinta toques. No total, durante o serviço matinal de Rosh Hashaná, o Shofar é tocado cem vezes (cada um dos sons acima mencionados é tocado três vezes e isto é repetido três vezes durante o serviço, somando noventa toques; no final, toca-se mais uma vez o grupo de dez, perfazendo os cem toques).


O shofar carrega o segredo da traquéia, o despertar do ar, da alma, do espírito, é um instrumento espiritual que eleva a consciência do ser para algo mais elevado, tirando-o da escravatura da realidade corpórea, física. Ele abre o chakra laríngeo para a passagem para uma ordem maior.


Em hebraico a palavra Lishmoa ("ouvir" ou "escutar") da mesma raiz de Shemá, possui vários significados, entre eles, escutar ou ouvir com os nossos próprios ouvidos; além de entender e obedecer. Ouvir nos traz uma nova percepção da vida.
Ouvir o shofar é fazer a caminhada da maratona espiritual é a oportunidade que temos para transpor todas as barreiras físicas e revelar o nosso potencial, criando mais chance para o nosso crescimento espiritual e auto preenchimento.

Tudo que você fez no passado esta afetando a sua vida aqui, agora! O bom nos causa hoje, felicidade e plenitude, mas o mau, nos traz tristeza e sofrimentos. D´us não pune ! Lembre-se... é a causa e o efeito....agora no Rosh Hashana é que temos a oportunidade de mudar isso.. limpar, purificar tudo do passado! Estabelecendo uma batalha espiritual na busca de derrotar o satã ( desvio), e colocar o seu destino em movimento, pois a negatividade (cascas) devem ser retiradas. É um momento de conexão com o perdão.



Grupo 1 – 30 toques
• Nos conecta com o poder de Abraham.
• Representa a Coluna da Direita – Chessed
• Estes toques limpam nossa negatividade de Idolatria
Grupo 2 – 30 toques
• Nos conecta com o poder de Isaac.
• Representa a Coluna da Esquerda – Gevurah
• Estes toques limpam nossa negatividade de Relacionamentos e deAtos/Energia Sexual.
Grupo 3 – 30 toques
• Nos conecta com o poder de Yakov.
• Representa a Coluna Central – Tiferet
• Estes toques limpam nossa negatividade em Derramamento de Sangue(quando causamos humilhação a alguém)
Grupo 4 – 11 toques
• Nos conecta com o poder do Rei David
• Representa mundo físico – Malchut
• Estes toques limpam nossa negatividade da Má Língua
• O último toque, o 101, representa o poder do Arcanjo Michael - que representa a total energia da misericórdia

terça-feira, 7 de setembro de 2010

O TOQUE DO SHOFAR DE ROSH HASHANÁ

O toque do shofar em Rosh Hashaná é um mandamento da Torá. É um preceito como todos os outros de nossa fé e, portanto, deve ser feita uma bênção especial antes de cumpri-lo.

O propósito da bênção é agradecer a D'us por nos ter santificado com Seus mandamentos e nos ter dado a oportunidade de cumprir a Sua vontade. Esta bênção, em geral, é um preparo para que nossos atos não sejam realizados apenas pela força do hábito e, sim, conscientemente, sabendo seu significado e perante Quem devemos agir. A bênção antes do toque do shofar tem a mesma finalidade.

Esta é a bênção: "Bendito és Tu, ó Senhor, nosso D'us, Rei do Universo, que nos santificou com Seus mandamentos e nos ordenou ouvir a voz do shofar." Começamos a bênção na segunda pessoa – como se estivéssemos diretamente perante D'us – mas a terminamos na terceira pessoa – pois D'us é Onipresente e Invisível, Santo e além da compreensão. Todas as bênçãos apresentam esta mesma estrutura.

Em hebraico a palavra Lishmoa ("ouvir" ou "escutar") da mesma raiz de Shemá, possui vários significados, entre eles, escutar ou ouvir com os nossos próprios ouvidos; além de entender e obedecer.

Deste modo, quando o Baal Tokêa (aquele que toca o shofar) faz a bênção por todos nós, espera-se que não só o som do shofar seja ouvido, como também compreendida e obedecida sua mensagem.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

SHANÁ TOVÁ- FELIZZZ ANO NOVOOOO!!




A Escola de Kabbalah deseja você e sua familia um ano doce, repleto de luz...
e que esta luz ilumine sua saúde, sua prosperidade, seus relacionamentos...
ilumine sua cabeça, suas idéias, suas palavras, seus gestos...
seu caminho.
Que desperte em você a vontade de transformar tudo que é escuridão em LUZ.

A todos que me acompanham pelo BLOG, desejo um ano doce e tranquilo, mas que tenha desafios interessantes e inteligentes....e que ano que vem, possamos estar e sermos melhores do que somos e estamos hoje!!
Um granddeeee abraçoooo a todos...

Adriana Finkelstein

site


O SITE SAIU DO AR....

EM BREVE....

O SITE VOLTA AO AR....

ANO NOVO.....
CARA NOVA....
UM NOVO OLHAR!

E começamos o ano na dinâmica do julgamento e da misericórdia.

É preciso encontrar um período adequado para que possamos pensar e olhar nosso modo de pensar, julgar nossos julgamentos, julgar um pouco a si, para poder pedir e receber o perdão.

É preciso dar perdão.

Receber perdão.



Dois dias onde os julgamentos maiores e menores recaem sobre a terra.



Onde você está?



Pare um pouco, respire, pense...deseje a consciência do julgamento, deseje a consciência do perdão.

Nossos erros constroem cascas, bloqueios e conexões com o mundo do caos, a chamada realidade do 1%, e a forma de nos desfazer destas amarras é COMPARTILHANDO, abrindo-se, e o perdão é uma forma de abrir, deixar ir, desfazer.

Nos conectamos as orações e rituais, nos conectamos ao pão (Chalá redonda), a maçã e ao mel (um limpa o outro adoça), e todos os alimentos simbólicos de Rosh Hashaná.



O primeiro dia do ano novo é o despertar do juízo superior, são aspectos Divinos maiores, chamados de sefirot superiores (aspectos emocionais de D´us), que são despertas para unir-se aos aspectos emocionais mais inferiores, as 6 sefirot (zeir Anpin) no segundo dia, e assim, a energia da misericórdia pode chegar até nós. Estes são dois universos espirituais internos, não percebidos. Nos movimentamos para nos ligar a eles.



Com a caminhada, durante a semana, vamos nos preparar para Yom Kippur (dia do perdão) - o décimo dia, dia de jejum, então, vamos retirando alimentos pesados e a carne, até chegar o décimo dia. Vamos limpar corpo e alma!

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

ROSH HASHANÁ 5771


O Ano Novo 5771, acontece no mês de Tishrei, e Tishrei é uma palavra que contem a palavra RESHIT, em hebraico – Início, Princípio. Sob a energia cósmica do signo de Moznaim (Libra), Tishrei é a energia dos céus do EQUILIBRIO.
Os 2 dias de Festas, de Rosh HaShaná é o balanço para chegarmos no equilíbrio, onde as forças superiores (Zeir Anpin) encontram equilíbrio aqui, no Reino (Malchuth).
Para isto, devemos fazer algo, para Receber este equilíbrio!

Os dias de Rosh HaShaná, são dias onde os céus nos Julgam, para determinar o futuro, o que obterás e o que não obterás.

“Em Rosh Hashaná (RH), você obtém a oportunidade de limpar todas as mensagens erradas que seu corpo e sua alma lhe enviaram. Por exemplo, a reação de sentir inveja, o medo de ser traído, mesmo algo tão pequeno quanto a ânsia por açúcar... Nós não nascemos com essas coisas. Mas através de nossas vidas temos experiências que nos impactam profundamente. Elas deixam uma tremenda impressão sobre nós” Centro E. Kab

As meditações que exercitamos nestes dias de RH e até o Yom Kippur são oportunidades de voltarmos ao passado, e realizar as correções, através de nossa consciência. Aquilo que pensarmos, analisarmos, estaremos plantando nestes dias.
RH a cabeça do ano, e é a cabeça que controla tudo!

“Em Rosh Hashaná, você está basicamente escrevendo o filme para o próximo ano.”
Então, as orações e bençãos limpam a sua vida (Vasilha), para receber mais luz!
Anulamos as promessas (Hatarat Nedarim), pois estas criam impedimentos para receber mais luz.
A luz de RH é da Recriação do universo e do homem, podemos assim, nos reconectar a fonte, a D´us, eliminando nossas tendências impulsivas – na forma de pensar, sentir e agir ( conscientes ou inconscientes). Estamos limpando dentro de nós a tendência construir o Bezerro de Ouro.

A energia do mês: Libra (Moznaim)
A busca do equilíbrio, da harmonia.
O casamento, as parcerias que buscam estar em harmonia completa.
Este é o mês para fazermos o balanço, para partir do zero.
Muitas vezes Libra é pura indecisão, as coisas pendentes e que acabam pesando.
Moznaim vem de Oznaim (orelhas), lugar em nosso corpo onde encontramos o centro do equilíbrio.

Planeta: Vênus (Kokav)
Vênus é o Amor, que aparece depois do julgamento.
Pesar e julgar é a ação impetuosa do amor, a força do amor.
É preciso amor para saber julgar.
No 7° mês nos conectamos com a força do numero 7, a renovação, a parada, o descanso, a medida das coisas, para que possamos chegar no ponto do equilíbrio.

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...