segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Carta para uma amiga



Toda manha deveríamos fazer uma oração para tornar pelo menos nossas ações do coração mais limpas. Iedid Nefesh, que significa Querida de alma.
É uma poesia para a alma querida que encontramos na vida, muito mais do que uma parte de nossa história, é uma parte de nossa alma. Iedid = querida é uma palavra construída com a palavra Iad + iad = mão + mão, só quando duas mãos se dão, e caminham juntas podem torna-se queridas.
É... amiga....do coração.
Coração é a cor da ação.As vezes branca, as vezes preta...as vezes rosa....as vezes turva. Mas sem esquecer que coração é verbo, é movimento, nada pode ficar parado ali.
Tu como o coração não é água parada, mas águas agitadas, que não deixam ficar nada.
Que procura alguém para ver seu rosto refletido em suas águas, seus olhos mergulhados em teus olhos. Alegria e calor, acolhimento que fazes, como a água do útero, que nutre e protege.
Não haveria aventura, não haveria romper com os medos e fazer tantas coisas novas, senão houvesse em ti tanta coragem de viver, tanta energia para construir coisas sagradas.
Verdade é que a gente sempre procura uma amizade assim.
Obrigada por me fazer feliz, forte, intensa e inteira.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Panela de Pressão


Vivemos na pressão sem nos darmos conta.
Sobrevivemos na panela de pressão.
Muita coisa errada na hora errada, muita coisa certa na hora errada, que acaba se tornando a coisa errada!
Descobrir que não suportamos esta pressão é importante para aliviar a força que ela faz, comprimindo o coração, nos sufocando.
As vezes até escolhemos o caminho da pressão, pois já estamos acostumados, é o padrão. É o reativo em nós.
Mas é a pressão que afasta o que desejamos. É ela que afasta o que amamos.

E a pressão? Qual a função dela? Por que D´us permite que estas energias...que nos parecem negativas possam agir em nossas vidas?
Pressão as vezes é uma resposta anímica, de quem não quer crescer e não consegue. Normal...

Pressão é contração, é se fechar, empurrar a luz para longe de nós. Na prática é uma baita abertura para mais energias negativas.. e estas energias são as chamadas de rigor, de julgamento.
Bem...e só quando voce alivia a pressão, abrindo o bocal da pressão, para compartilhar a tensão formada dentro da panela.

Relaxar e entregar para D´us é aprendizagem.

Estas coisas nos movem, nos acordam, fazem com que possamos mudar a forma de agir e pensar, muda o nosso desejo, um desejo diário e silencioso dentro de nós.
No final saímos mais cozidas(os), amolecidas(os) da Panela de Pressão.
Com um bom tempero eu diria que até mais gostosas(os).
*************************************************

Depois de uma aula onde os trabalhos espirituais foram muito forte, na busca de uma limpeza de energias contrárias, produzidas por muitos que perdidos não sabem a quem servir, e esquecem que servir a D´us é o único caminho de luz.
A pressão em mim era tanta, a dor era tanta que somente encontrando veias de escape e respiração poderiam tirar a energia que se manifestava.
A cada trabalho percebo que muitas são as intenções das pessoas, muitas são as magias, as forças contrárias e elas ficam ali, sem serem vistas, mas atuam. Destroem.
Acabamos através de nossos altos e baixos sendo canais destas forças invisíveis.
A cada trabalho trazemos estas energias para a manifestação.
Digerimos e transmutamos – típico da energia de escorpião.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008


Uma chuva de julgamento cai sobre nós,

logo,

está na hora de endireitar a casa.

Adoramos ficar se queixando, adoramos chorar e resmungar.

Bem...agora chega!

Domingo foi dia de sustos, mas foi dia de ajustes.

Nunca tinha imaginado ver o que vi,

passar pelo que passei

Plutão levou-me para a fossa, a cloaca da familia.

Quem é o pai que se esvai e morre!

Nas dores de um parto, não nasce nada.

Mas a criança se foi, vagava na escola,

invisivel, sem muito barulho, percebi seu movimento e sua presença.

Conteudos internos exposto a todos.

Nudez proibida pela Torá, que se revela com o fim da vida.

Agora me resta crescer, seguir em frente, voltar a ter atitude e

buscar o que sonho.

Soltar quem deseja liberdade, deixar morrer o que tem que morrer.

sábado, 15 de novembro de 2008

Vazio


Vazio que toma conta de mim
Amor que tem fim

Distância que se criou
A partir de palavras e atitudes de proteção
Afastei-me do que me apavorou
Do que eu não queria
Do que não suportaria

Talvez um dia possa se renovar
Talvez uma nova confiança possa surgir

Um dia vou acreditar que tudo não passou de um véu,
uma ilusão
Invenção da minha cabeça,
Que quem estava distante era eu,
quem partiu primeiro fui eu.

Espelhos


As vezes me pergunto como é o movimento do mundo, das pessoas...como estamos pouco centrados no nosso processo de transformação, e muito preocupados com a aparência, o quanto nossos medos nos tomam e destroem tudo. O quanto de nossa agressividade é projetada no outro, achando que o outro reage, achando coisas do outro que são suas.
O quanto o mundo se move de forma errada.
O quanto vivemos em nossas fantasias e não contruimos vasilhas para manifestar corretamente estes sonhos. O quanto estamos presos na imagem do outro e sabemos pouco do outro.

Que a Luz acompanhe a todos, que os façam crescer.
Que a criança que está lá, para retirar os véus e ajudar nos trabalhos espirituais possa encontrar o momento correto para reencarnar.

E que ninguém engesse ninguém.....

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

...comentário.....

Bahh esta eu tenho que comentar....dá uma olhadinha no mapa do Visitor Location, ele mostra o acesso ao blog, de onde é .....e olha lá.... fiquei tri curiosa pra saber quem é aquela pessoa, no meio do Oceano Pacifico. Uma ilha? Um barco? Um cidade subterrânea? Um peixe?...E a montueira de gente , fica uma bolinha em cima da outra. Super população!!!
Cada dia dia tem mais. Será que tem alguém me sacaneando....marcando as bolinhas....
Tem outra bolinha perdida no Oceano Atlântico.
Tudo isto me lembra aquelas piadinhas...” o que é um ponto verde boiando no mar? ..uma ervilha....” rsrs


***********************************************


Bem fora isto....nesta semana tem site de cara nova, diferente do que é hoje. Estou apreensiva, pois terei de adminitra-lo. A sensação que tenho é que farei um mishmash (termo hebraico para mistura). Fora isto, acho que este momento é muito diferente de outros, muitas coisas venho me dando conta, e vem acontecendo, tentando me fixar na idéia de que a vida é infinita, de que temos o tempo todo para corrigir impressões que temos da vida, memórias, hábitos, padrões. E que é mais do que ter consciência e saber sobre a própria vida, você tem que se assistir-se, ver-se.
Tenho pensado sobre escolhas, caminhos que a mente toma, e a partir daquilo vamos atraindo as situações, na maior parte.. situações ruins..eehehh. Dá pra perceber que o comum, o padrão é sempre o caminho mais fácil. É mais fácil eu não fazer tal coisa....é mais fácil eu comer pão do que verdura, logo, necessito forçar a mente, forçar a ação, para mudar o habito. Mas tenho que pegar a coisa na minha mente, aonde se forma.
Ou onde se criam as coisas.
Por causa disto tenho me dado prazeres de me encontrar comigo, presentear-me com uma sensação nova e uma nova imagem.
E quando a gente pega um caminho novo, sempre dá um medinho, uma insegurança. Mas, cabala serve para isto, fortificar a alma e o corpo!
Acredito que agora é a hora de fazermos as mudanças que sempre desejamos fazer, sinto que o Vazio do mundo aumentou..chamo de vazio esta passagem do planeta Plutão de sagitário para capricórnio....morte e renascimento. Talvez seja um momento de expectativa para ver o que vai acontecer depois das eleições. Mas ainda tem algum acontecimento bem forte no final de dezembro. Uma quebra significativa. E a mudança de vez do sistema financeiro.
É engraçado, mas a crise não vai afetar o bolso de verdade, mas vai afetar a consciência corpórea, é algo mais profundo. A idéia é ficar atento e ter desejo de mudar.
Não fique onde está, como você está...senão terás fortes angustias....

Bem....

?? puxa ninguém comenta nada aqui......!!!!!

sábado, 8 de novembro de 2008

Pedra Afiada





Parte de mim,

alma minha.
Que em explosões passionais vive.
Abre em mim uma fenda
Uma pedra afiada,


que corta estradas e caminhos,
Rompe com prisões que a terra fez.
Fechou-se e comprimiu os medos e as tensões.
Abre a fenda,


muda o olhar que vai mais longe,
encontra outra pessoa em mim.
Alma passional, parte doença,

parte paixão que curo a cada dia,
nesta viagem de almas.


Quando criança sentia a dor de ver um mundo errado e pequeno, longe de sua verdadeira missão. Percebia que a realidade não era esta.
Percebia que me encontrava afastada de minha verdadeira casa, longe e afastada de algo, de alguém.
Forma muitos anos e muita coisa vivida for a de prumo, para que eu pudesse voltar para o trilho da estrada. Mas sempre andando olhando para os lados, na busca de encontrar.
O que? Nem sabia.
Preenchi com tudo, com qualquer coisa, com nada....preenchi com caminhos errados, pessoas obscuras, cínicas.
Mas aos poucos a vida vai mostrando que estas caminhos são tão necessários ara que se possa mudar, melhorar, abrir o espaço para merecer o que se busca.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

É tarde da noite, depois da meia noite a luz divina é bem mais intensa.
Caminhamos para nos encontrar com a gente mesmo
Mergulhar no deserto, ao sul, sem olhar para trás, sem se dispersar.
Na busca do silencio encontro a essência das coisas
Experimento aquilo que é, simplesmente é.
Sinto as palavras das coisas.
Cada letra uma vibração, uma verdade.
Em cada palavra falada uma expressão, um entendimento, uma experiência simbólica.

Sem palavras para cada encontro
Para cada estudo
Uma celebração de diferentes gozos
Limitado para aquele momento

Estar atenta a cada momento como um ato diferente
Cada situação pertence a um mundo.

domingo, 2 de novembro de 2008


Erradicando o Caos


Situações dramáticas,
tomados pela emoção,
nos encontramos com o sofrimento.
Relações que se estressam,
ganham a sua dramaticidade.

Tudo aparente.
Sensações e fantasias de um mundo paralelo.
Empurradas pelo desejo infantil,
empurradas pela força contrária.
Confusão dentro de si que explode, caos.
Real num caminho, irreal em outro caminho.
Concentre-se em sua alma,
para mudar o foco, transformar, oportunizar.
Criamos sofrimentos,
os complexos nos tomam, nos sequestram, como cascas.

Antes que a ferida doa tanto, que não seja mais possível resgatar a cura, a cicatrização, o melhor é visitar a causa!

Amamos o amor,
amamos o que as pessoas despertam em nós.

Ao vencer a reatividade, os sentimentos, os pensamentos conseguimos perceber a causa de tudo, o que fizemos,
o que existe alem dos acontecimentos explícitos, e assim,
podemos vencer qualquer caos, qualquer perda.
Criamos, assim, um espaço para o novo, um espaço para resolver o passado, a causa.
Foi neste engate que descobri tantas causas, revi o passado em minha frente,
choveu gente.
E cada um foi colocado em seu devido lugar.
E com certeza foram despertos amores antigos e nobres.
E cada um em sua medida e nobreza!

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...