sexta-feira, 27 de março de 2009

o que sou...quem sou...


foto:josé santiago


Que a força do medo que tenho

Não me impeça de ver o que anseio.

Que a morte de tudo em que acredito

Não me tape os ouvidos e a boca

Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio.

Que a música que ouço ao longe

Seja linda ainda que tristeza

Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada

Mesmo que distante

Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade.

Que as palavras que falo

Não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor.

Apenas respeitadas.

Como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos.

Porque metade de mim é o que ouço.
Mas a outra metade é o que calo.

Que essa minha vontade de ir embora

Se transforme na calma e na paz que eu mereço

E que essa tensão que me corrói por dentro

Seja um dia recompensada

Porque metade de mim é o que penso

Mas a outra metade é um vulcão.

Que o medo da solidão se afaste

E que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável

Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso

Que eu me lembro ter dado na infância

Por que metade de mim é a lembrança do que fui
A outra metade eu não sei.

Que não seja preciso mais que uma simples alegria

Pra me fazer aquietar o espírito

E que o teu silêncio me fale cada vez mais

Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço.

Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba

E que ninguém a tente complicar

Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer

Porque metade de mim é a platéia
A outra metade é a canção.

E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também.
Oswaldo Montenegro

quarta-feira, 25 de março de 2009

Linguagem de D´us

A cabala proporciona instrumentos para a nossa vida que nos surpreende.
Conhecimento, palavras, símbolos, cartas, astrologia, olhares, gestos, rostos, olhos...cada sentido é um símbolo largando em um mundo físico.
Cada acontecimento vem recheado de significados e simbolismos, nos permitindo abrir e adentrar na alma de cada cena plantada em nossa vida. Nada é só aparência, nada é só imagem. Nem sempre falamos o que queremos, expressamos a verdade. Largamos no mundo nossas angustias, nosso grito de socorro diariamente. Soltamos ao vento palavras que são levadas pelos ouvidos, pelos corações. Nossa função é transformar as palavras em flores, em poesias.
Transformar cada situação em harmonia, beleza e paciência.
Retirar as cascas que cobrem a luz, essência e verdade.
Nas palavras, nos símbolos que dançam em nossa frente existem respostas, existe amor de D´us em nos enviar letras que voam em nossos sonhos, em nossa realidade, formando musicas da vida.
Dançamos com a linguagem divina, experimentamos suas palavras soltas, que a nós nos resta juntar através do VAV, através da ligação.

O conhecimento nos abre, nos angustia, nos prepara. O conhecimento não para, não forma uma única verdade, mas se origina da única verdade, D´us. Nos pulveriza para a vida, cria movimentos. Nos move.

sexta-feira, 20 de março de 2009


Não te mandei embora,
embora para o ainda não possa entender.
Embora para bem longe.
De volta para tua casa.
Não te mandei,
embora,
eu ainda busque respostas,
embora eu ainda me vejo mergulhada na raiva.
Não te mandei embora,
Pois ainda guardo a cadeira para sentares e me ouvires,
Embora, que eu ainda te ouça e busque te entender.

Embora, tenhas me conhecido pequena,
Agora volto a ser grande, embora cheia de mascaras,
Intocável, completa e perfeita.
Preenchida de D’us.
Embora que eu queira dividir contigo.

E o amor?
Este não foi embora.
Religião ou espiritualidade?

Qual meu caminho? Qual teu caminho?
Caminhante!!! você faz o caminho caminhando.
Pegue na mão de D’us e deixe Ele te guiar até os campos de flores, e ali, apenas colha as flores, e veja o prazer de colhe-las.
Não pergunte nada? Não queira racionalmente saber qual é o seu caminho, mas seu caminho é de prazer e felicidade. E colher flores pode, muito bem, lhe bastar.
Na busca de algo, de um caminho, de D’us, na busca de bênçãos, de um lugar ao sol, de um olhar especial, de pertencer a algo nos encaminhamos para a Religião. Na busca de construir tudo isto dentro de si nos encaminhamos para a espiritualidade.
Na Religião deposito no outro a liderança da caminhada, na espiritualidade construo o caminho e a liderança. Estabeleço relações diretas com D’us.
Na Religião eu necessito ser salvo, na espiritualidade eu salvo.
A religião é um convite ao coletivo, a espiritualidade constrói caminhos solitários, onde encontro comigo, onde assumimos a responsabilidade pela salvação do mundo.
Por isto te convido para iniciar um curso, via site, através de textos sobre a libertação de uma consciência pequena e escrava, para uma consciência maior, espiritual.
Através da Cabala o homem torna-se consciente do mistério que existe dentro dele e à sua volta (Safran).
Precisamos compreender quais são estas faltas que existem dentro de nós, que chamados são estes a espiritualidade? A mediunidade? Que tipo de chamado e trabalho que a vida esta pedindo de cada um!?

Vamos começar juntos uma caminhada de respostas e novas perguntas, onde poderemos compreender melhor cada situação, desejo e a mecânica de como somos e funcionamos.

A primeira idéia a pensar é:

O chamado a espiritualidade não significa que você terá de trabalhar num centro espiritual dando passes ou dando aulas sobre D’us em algum local!
Mas o chamado é um chamado a reconexão.

Então nosso primeiro capitulo se chama TESHUVA!
Capitulo 2 – A Consciência que Pessach (Páscoa) nos traz
Capitulo 3 – Onde estamos e para onde vamos?
Capitulo 4 – as condições para transformar o caminho
Capitulo 5 – E D’us te liberta. Ouvindo o chamado de D’us.
Capitulo 6 – O mal que nos aprisiona e nos adoece
Capitulo 5 – As Zonas de libertação
Capitulo 6 – a ordem para um novo tempo (O seder)
Capitulo 7 – a caminha continua na contagem do Omer

www.escoladekabbalah.com

segunda-feira, 16 de março de 2009

sem noção volta.....

Sem noção vem
Sem noção vai

Perdida no mundo
Perdida na vida
Não tem eixo
Não tem nada
Vive da ilusão de um mundo sem noção

Provocada por todas as emoções
Levada pelo vento
Lavada pelas emoções
Não tem noção para que lado vai

Sem noção vai...
Mas vai mesmo...

Sem noção não tem corpo
Não tem nada
Mesmo parecendo ter tudo

Sem noção apoia-se em nada
Identifica-se e compara-se com tudo
Nunca se encontra
Sem noção é sempre sem noção

PALAVRAS....que voltam



Palavra maldita
Palavra destrói
Tomada pelo mal, pelo outro lado, contamina teu coração, contamina meus pensamentos
Fracassa nossos planos
Nos afasta de D´us
Palavra maldita, que insiste em não ir embora
Mal falada que fala sem parar
Vem do desejo do outro, da raiva incontrolada
Destrói a confiança, destrói a beleza e a unidade
Tudo que é belo, é contrario ao feio e todo feio não quer o belo.

Palavra maldita por tantos,
que nunca perdoaram, que nunca esqueceram.
Palavra que fica no ar, no nada de nossas vidas.
Um dia a palavra volta,
Nos ataca, pois palavra tem ponta, corta, machuca.

Palavra maldita que chega em ti,
E sem consciência falas por elas.

domingo, 15 de março de 2009

RECOMEÇAR

Não importa onde você parou ...
Em que momento da vida você cansou ...
O que importa é que sempre é possível e necessário recomeçar.
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo ...
É renovar as esperanças na vida e, o mais importante ...
É acreditar em você de novo.
Sofreu muito neste período?
Foi aprendizado ...
Chorou muito ?
Foi limpeza da alma ...
Ficou com raiva das pessoas ?
Foi para perdoá-las um dia ...
Sentiu-se só por diversas vezes ?
É porque fechaste a porta até para os anjos ...
Acreditou que tudo que estava perdido ?
Era o início de tua melhora ...
Onde você quer chegar ?
Ir alto ?
Sonhe alto ...
Queira o melhor do melhor ...
Se pensamos pequeno ...
Coisas pequenas teremos ...
Mas se desejamos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor ...
O melhor vai se instalar em nossa vida.
Porque sou do tamanho daquilo que vejo.
E não do tamanho da minha altura."
(Carlos Drummond de Andrade).
DOS MILAGRES

O milagre não é dar vida ao corpo extinto,Ou luz ao cego, ou eloqüência ao mudo...Nem mudar água pura em vinho tinto...Milagre é acreditarem nisso tudo!

Mário Quintana

segunda-feira, 9 de março de 2009

MULHER VERBO

* Desenho de santiago+carbonel.


A mulher vir a ser, fogo no rabo, não se aquieta nunca,
Num devir para vir.
Na busca de servir.
Na busca de si mesma.
Mulher verbo inquieta como só você.

Pare um pouco.

Silencie.


Fuja da agitação de suas moléculas.
Sentada no fogo parece estar sempre em ebulição.
Atrás da alegria que te deixou a anos.
Atrás da luz.

Mulher verbo,
o que conjugas que não consegues meditar em tua luz,
tão linda, tão pura, tão BELA.
Intensa,
Contamina a todos com tua doce docilidade.
Presa em SI mesma
Viajas pra lá e pra cá

Pare um pouco

Abraça

Te abraça,
me abraça.

Te encontra,
Te revela em luz e movimento.
Conjugue seu verbo para vir a ser.
Num único sentido.

Desvendar os véus que te cobrem,
te escurecem,
te pesam o peso que te fecha e te aprisiona.

Mulher verbo...
Manifesta teu verbo.


VOCE QUER MELHORAR?
...então pratique todo dia: CONSCIENCIA através do ESTUDO, MEDITAÇÃO e ORAÇÃO.

O trabalho de cada individuo deve ser direcionado para aquelas áreas que se encontram “travadas”, que mostram sofrimento e dificuldade de compreensão do que existe por de traz, qual o verdadeiro propósito. Cada um de nós possui elementos ainda muito infantis, que ficam na sua zona de conforto, preso em padrões . Estes são elementos inferiores, da Nefesh (alma instintiva).
Criar rituais diários de meditação, oração e estudo são fundamentais. Você pode estudar em estado meditativo, seu estudo pode ser a sua oração. Na meditação você pode trabalhar com o seu jeito de ser, através de uma auto analise sem despertar a culpa ou julgamento, mas estabelecer um equilíbrio entre compaixão/amor e força para cortar o que não serve, trazendo o equilíbrio e te centralizando.
Construa, abra seu Tempo/Templo no seu tempo. Fique mais consciente de si, do que faz, de como reage a tudo em sua volta. Mais consciente do que o mundo externo causa em ti. E do que você causa no mundo externo!

A cada dia as forças espirituais estão mais fortes, sinto perceber mais, relacionar-me com outros planos com mais facilidade. A cada dia mais próxima de uma missão ainda maior.

Quanto mais me dedico a orações e estudo espiritual, mais ganho instrumentos. E assim, cada um de nós pode na sua caminhada ir adquirindo novos hábitos, novas rotinas para dedicar-se ao espírito e aproximar-se mais de D´us.

Somos seres de hábitos e padrões e normalmente achamos que não temos tempo para nada. Que nada!
É preciso que surja uma nova rotina para quebrar a anterior.
Mudar, quebrar padrões, resolver questões pesadas em sua vida, eliminar cascas, bloqueios exige coragem...e esta coragem eu substituiria pela palavra fé. Fé em D´us.
Para quebrar um mundo que se vive e viver um outro destino, é preciso enfrentar a nefesh, elementos primitivos existentes dentro de nós. Seres e símbolos inferiores, que aparecem das formas e nos lugares mais estranhos.

E vamos a luta para mudar, ...aqui no sul se diz: Não podemos nos entregar pros home.

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...