domingo, 28 de novembro de 2010

FESTA DAS LUZES - CHANUKÁ


Nesta semana começamos as CONEXÕES com a FESTA DAS LUZES, chamada de CHANUKÁ (Fala-se RRanuká).

Sabe quando na correria da vida nos deparamos com dificuldades, dores, sofrimentos. Nos sentimos de alguma forma sufocados por pessoas, situações,..mas principalmente por emoções... pois é , tudo isto é escuridão... tudo isto, são forças da contra inteligência.
E que bom que chegou um presente Divino para nós!!!
Chanuká!!!

De alguma forma vivemos as memórias do tempo, que ficam e nós pegamos elas sem que possamos nos dar conta! Fim de ano, começamos a repensar as coisas....metade delas nem realizamos...ficamos mal, frustrados...dai corremos mais ainda, atrás de algo... compramos, compramos... enfim...ficamos mais sufocados.


A Luz de Chanuká é a possibilidade que temos de ascender nossa consciência, limpar – retirar-nos destes espaços invadidos e retirar os invasores!!
Chanuká é um exercício de despertar de nosso DESEJO para estarmos numa consciência diferenciada, atentos, sempre aos nossos sonhos e desejos, ao nosso objetivo, que deve ser UNO, ligado a arvore da vida.

Como Yoseph (José) que em nenhum momento deixou de acreditar em D´us, Ele estava Uno!

Chanuká tem um ritual de ascender uma escada.... cada dia tem uma engenharia diferente, uma energia que colocamos luz... através do acendimento das velas.
Tudo isto esta bem explicado no site.

A idéia aqui é falar um pouco a mais, ter um olhar diferenciado..para que cada pessoa possa encontrar o propósito de Chanuká em sua vida.

É preciso acender as velas com consciência...com tensaão....intenção.... tesão....entendem?!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010




Quero de novo encontrar o meu ser.

O barulho das ruas, o barulho das pessoas me atordoa.

Ah que vontade de silencio e paz...paz de alma.

Shalom HaNefesh.



Meditar é parar um pouco de pensar – pensar é desejar!



É encontrar-se no nada!

O que quero!? Esta é a grande pergunta!

As vezes somos empurrados pelos outros a fazer coisas que nem queremos, a sermos o que não desejamos.

Esvaziar os espaços, esvaziar-se das pessoas, limpar é desintoxicar, sair das dependências, encontrar em si mesmo a mãe que procuramos. Ficar independente e fortes.



A busca de todo ser humano e sua felicidade está no seu centro, ponto do EU, Divino interno, SELF. Um eu pleno, pronto para realizar-se, por que está pronto para partilhar.

Sem faltas, sem vazios imensos, mas de luz, e aquele que encontra a sua luz é aquele que compartilha.

A consciência nos leva para cá ou para lá...para o lugar que deixarmos ela ir e normalmente ela vai para onde tem mais peso...deixamos ir, por que não queremos ter o esforço de conduzi-la!



É aprendizagem, existem técnicas...

É ir alem de se achar conhecedor da espiritualidade, mas é experimentar as suas transformações.



Ahhh, estou em busca de um eu alem do que é, alem do que sou, livre. Criativo, Vivo!! Com seus propósitos claros, caminhos brancos, sem dor, sem tantos limites, descoberto de D’us.



Um eu próspero, infinito, unificado com o universo.

domingo, 21 de novembro de 2010




nesta terça
temos um diferencial...

Trazer a espiritualidade para o dia dia é ficar comprometido (a) com a Transformação e o controle do Teu Destino.
Um acaompanhamento face a face na Tua Escada de Jacó!

terça às 18 hs

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Viagem para Israel


Programe-se!!

reservas até 30 de novembro.
garanta seu lugar!!!

a viagem é inesquecível.
Um salto quantico em sua vida!

entre no site e saiba mais sobre a Viagem...
www.escoladekabbalah.com

- programa
- valores....

Uma viagem cabalística!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

CURSO DE MEDITAÇÃO




Precisamos conhecer e experiementar os 11 passos meditativos que transformam nossas vidas.

Trazer para a prática do dia dia cada um destes passos, preparar a nossa mente e nosso corpo para funcionar em outra consciência.

- Meditações do dia dia, meditações e conexões do mês!
- Preparação para Chanuká!!!

segundas às 18h30 até as 19h50
inicio dia 22.
aulas dias 22, 29 de novembro e 6 e 13 de Dezembro

valor R$ 80,00/4 aulas
ou R$ 25,00 por aula.


Jacinto Gomes 36 sala 304
3388.7799

domingo, 14 de novembro de 2010


Não há dor maior que a prisão que nos impomos.

Não há dor maior que os nossos instintos podem provocar.

Agora lembro todo dia de molhar meus cactos, para que não morram.

Há rosas por todos os cantos, mas ainda amarradas nas prisões, nos espinhos.

Levanto vôo, me balanço, sinto o vento da liberdade, mas ando meio cega, meia machucada.
Por isto cheia de ataduras ainda vivo nos Egitos cabalísticos.

Mas lembro todo dia de molhar as rosas, para me libertar.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Vestir os Nomes

Existe na cabala um ritual chamado de “vestir os Nomes”, que tem dois caminhos, um através da vestimenta de um manto que possuía todos os Nomes de D´us, e outro, através de mantras e mentalizações o místico vestia-se com aquelas palavras e sons sagrados. Tudo isto lembrava e induzia externamente e internamente o individuo a concentrar-se somente na divindade, em aspectos de altíssima vibração.
Uma nova consciência era possível, até mesmo chegar a estados visionários.
Malbushin, é a forma como os cabalistas eram conhecidos, aqueles que se vestem.
Vestir os Nomes é incorporá-los, trazer para si, despertar uma identidade perdida em si mesmo.
Poucos sabem que está técnica tem relação com a Merkavah de Ezequiel, a penetração nos palácios celestiais. É um caminhos de entrega e dedicação. Difícil aplicá-la nos dias de hoje, no homem ocidental, inserido na cidade e em sua correria.

Nós, aqui, incorporamos em nossos espaços e faltas a identidade do outro.
Sim somos incompletos, incompletas, necessitamos a felicidade de sentir-se plenos(as), então não olhamos “ para cima”, mas seguimos no olhar preso a serpente que se arrasta no chão, olhamos para o chão, para baixo. Buscamos nos preencher com identidades mais concretas – a do outro. Um tipo de idolatria.

Nossa dificuldade está em lhe dar com o que é inconsistente e oculto. Isto nos exige demais, mais percepção, mais sensações e mais imaginário.

Preferimos o que está pronto. Não pensar, não fazer, não contatar a “loucura”, não criar, não abrir novos caminhos. Isto é o que a Cabala chama de robotização. Toda a sociedade joga com esta prisão, o inimigo satã (desvio em hebraico) sempre estará nos convidando para parar, não fazer nada, assoprará em nossos ouvidos o tempo todo os mantras: “ não adiante”, “ não tem como”, “ não estou pronto(a)”...e assim vai... ele nos fala silenciosamente, nem percebemos, mas funcionamos conforme as suas palavras.
E aqui estamos nós, presos no simbolismo de Mitzraim (Egito) – referindo-se a história do Êxodos (Bíblia). Mitzariam significa Egito, em hebraico e é uma palavra que também significa prisão, estreitamento.

Pois é, é preciso mudar a roupagem, vestir novamente os Nomes sagrados de D´us. Pegar as roupas originais. Enquanto me vestir das roupas dos outros, estou sendo contida por mim mesma!!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

A espera da Plenitude....




Espera-se que a felicidade plena bata a sua porta, entre em sua casa e fique ali...para todo o sempre!


Felicidade se constroi a cada dia, quando vemos faixos de luz nas pequenas coisas do dia dia.


Na simplicidade do dia podemos construir uma vida plena.


Estar feliz por um instante, simplesmente por que o sol está ali, o clima está bom, tudo está no seu lugar!!!

Voce respira e está tudo bem...e aquele instante é impagável.


A questão está em mantermos a cada instante um novo instante pleno...sem reatividades, medos, raivas, explosões.


Manter a vibração é como caminhar na corda bamba, manter o equilibrio constante. Não cair nem pra esquerda e nem pra direita!


domingo, 7 de novembro de 2010

SAGITÁRIO - KISLEV


Hoje começamos a receber a luz espiritual do Mazal (sorte) de Sagitário, as luzes deste signo apontam para reconhecermos a nossa missão por aqui!
Sagitário na tradição ocidental, é o centauro, meio homem – meio cavalo, que aponta para o céu com sua flecha.
Sagitário nos aponta para o caminho da luz, isto é o caminho para aqueles que querem conhecer D´us e se aproximar Dele, ou simplesmente se aproximar de sua unidade!

Sagitário é o molde de todas as nossas buscas pela transcendência de forma mais racional, isto é, a busca de respostas através de outras experiências que não são as comuns, as corriqueiras. Por isto, ele rege os estudos filosóficos, profundos, a universidade, as viagens longas que nos trazem experiências reveladoras.
Sagitário é um signo de fogo e nos traz a experiência do fogo divino, o fogo que ilumina o caminho, que nos coloca no sentido correto, nos ergue, evolui.
É a experiência da individuação, é para saber quem se é e para que se está aqui. Traz as regras e o conhecimento dos por quês delas.

Neste mês somos banhados com uma luz de aprendizagem, onde percebemos nosso eu interagindo com a vida, podemos buscar mudanças significativas, meditar em novos projetos e acima de tudo, aproveitar a luz da fé e certeza que sagitário nos traz!

É um ótimo período para nos conhecer melhor, perceber nossas potencialidades, e nos transformar em pessoas bem melhores, mais evoluídas. Sagitário é a experiência da evolução da alma!! E o aumenta de nossa consciência.

Fazer as conexões corretas diariamente nos facilitará receber esta luz de forma agradável! Como uma vestimenta que entra em nós.

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...