sexta-feira, 30 de janeiro de 2009


Esta na hora de abrir todo o conhecimento espiritual, a cada ano e a cada dia cada palavra é traduzida novamente, uma nova idéia surge e um novo caminho aparece, a cada interpretação encontramos uma chave que abre a porta de nosso cérebro, nossa mente que presa na dimensão mais inferior deseja encontrar a liberdade.
Estamos buscando um caminho, lutando contra o mal que nos assola, que abrimos portas. É preciso erguer a consciência de todos para que a luz sustente este mundo. Conhecer o caminho, entender a vida e seu sentido.
A Cabala é um sistema de vida, a partir do estudo diário, de interpretações místicas do antigo Testamento, busca responder as questões essências da vida

O maior sentido da vida é o que chamamos de Tikun, concerto, reforma. Estamos aqui para fazer uma reforma pessoal e mundial, a idéia é aproximar este mundo de D’us, restituir as vasilhas quebradas, a fragmentação deste mundo e voltar a unidade. Isto é, construir uma unidade neste mundo.
Estamos aqui para melhorar o mundo, muito mais do que a nós mesmos, mas aprender a olhar a idéia de que, quando você se melhora, melhora o mundo.

Através da Cabala podes conhecer melhor o contrato firmado com D’us,antes de vir a este mundo, podes saber como reafirmar, como conectar-se com ele, podes descobrir como contribuir com o universo para ser Um com Ele. A cabala oferece ferramentas, conhecimento para revelar os bloqueios que impedem de chegarmos em D’us, podemos conhecer nossa verdadeira missão, talento. Tudo que esta por de trás das emoções negativas, das cascas (klipot).

A cabala nos acompanha tirando os véus de nossos olhos, fazendo ver o oculto bem e oculto mal. Nos instrumenta para combater a escuridão, o mal.

Ufa...


Um mundo estranho me visita, tumulo e gruta na qual teu nome aparece em um convite, um comunicado que não existes mais. A morte me liberta, tuas garras já não tomam minha vida, teus medos não me seqüestram pra ti.
Pego de volta o sol e lua, fora de mim morrem, volta para casa para curar minhas dissociações, volto para fazer a minha unidade.


Nesta transformações não seremos mais os mesmos, perdemos a suposta liberdade, que nada mais do que o medo de entrar em contato com aquilo que nos vemos incapazes de fazer.


O sol brilha, a luta para me desintoxicar daquilo que foi revelado ainda vai continuar durante alguns dias. Planetas`retrogrados, conjunções especiais mostram que o passado está aqui, sem se mostrar explicito vem para ser curado.


Na hora da chuva, a purificação vem pela bolsa de agua quente rasgada de forma inesplicada. Enxarca o abraço que me destes. Limpa os venenos pois acaba com a dor, relaxa e solta o olhar dos inimigos.


Lutemos sem cessar contra o mal que todo dia pode bater na nossa porta.


sábado, 17 de janeiro de 2009

Cuidado - Foto de Homens nus


Não somos nada mais do que ossos

Ossos duros de roer

Ossos que carrega todo o peso de uma vida


Ossos de capricórnio

Ossos que sustentam o teu ofício

Esforço


Esforço, esforço...eu diria Força, força, força.
Assim é a nossa vida, cheia de esforço, energia constante para estar em vida, em movimento.
E como é fácil ver as pessoas desistindo, como é fácil ver o anjo da morte tomar conta de nós, de nossas relações e trabalhos.
É mais impressionante ver energias negativas tomarem conta de nossas vidas, criarem véus de ilusão, novas realidades que nos desviam daquilo que devemos seguir.
É preciso voltar para o teu silencio, retirar-se para fazer uma nova conexão com o que o universo deseja. Estar em sintonia com o sistema cósmico.

Mas é preciso diariamente esforço, estar sempre se corrigindo, dominando os impulsos, sem dominar estaremos servindo ao mal impulso.
E para todo dia ter força, energia é preciso oração, meditação e estudo. É preciso fazer conexões, estar sempre em trabalho, em dialogo com D´us.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Momento


Tenho achado a vida mais delicada ultimamente.
Sempre ouvi falar que as pessoas nesta nova era, a partir da entrada de urano em peixes iam começar a bater os pinos.
Bem, eu sei que observamos o mundo a partir da nossa lente.
Nunca tinha visto isto tão perto de mim.
As pessoas estão muito bipolar, muito fora, falam algo um dia, mostram-se de um jeito e depois mudam completamente. Estão completamente instáveis.

Fico me perguntando se sou eu?

Resolvi ficar na minha, sem me comprometer muito...digo sim, aham.. não espero nada mais. È preferível deixar passar.
É preferível estar consigo neste momento.

Talvez muita luz...confunde, talvez a transformação que cada pessoa tem que viver, e não consegue entender, dar uma direção. Falta energia de desapego...
Ilusão...véus....

Quem sabe?....

Dinâmica da vida

A dinâmica da vida é uma dinâmica engraçada, vivemos um conflito de desejos o tempo todo...desejamos algo, mas ao mesmo tempo não queremos, rechaçamos.
Até que o universo fica completamente confuso.

Mais confuso ainda são as emoções, tentamos a todo custo nos apresentar e sermos bunitinhos..e no fundo não conseguimos, na primeira resbalada, mostramos realmente o que sentimos e somos. Já assisti cada coisa.

Quando estamos dando aula, na frente de um palco, percebemos que as pessoas reagem o tempo todo a todos e tudo, e percebemos a verdadeira face de cada um. É muito interessante e muito rico em termos de experiência.

O importante na vida é que sejamos autênticos e possamos evoluir. Bem e o que chamo de evoluir, muitas vezes ficamos só na reatividade da emoção, de forma primitiva não conseguimos parar para conversar.

domingo, 11 de janeiro de 2009

SILÊNCIO...shequet, por favor

É preciso silenciar para reencontrar a posição. Voltar para o lugar presente. O ponto, o castelo dos Elohim. O começo e neste começo direcionar a criação.
No silencio o mundo sai de seu caos, organiza-se. A boca necessita sagrar-se, a palavra elevar-se ao maximo.
O segredo da vida é o portal da letra, a porta onde o YUD divino entra.
No silencio cada um pode voltar-se para a oitava superior, a porta que nos tira do comum, do barulho e profano. Chegamos na nona superior, o encontro com Eremita, consigo mesmo, a luz que nos faz renascer a cada dia. Continuar a criação.
A voz é o instrumento da letra, palavra sagrada, elemento mercurial, equilibrio de toda a vida, segredo da criação, em seu poder pode curar ou matar. Pode mudar a história.
Mas é no silencia das palavras, da leitura, no espaço em brando que abrimos para a percepção.
Não há castração, há silêcio, um silêncio bom e curador.
Tempo para renovar a palavra.

O caminho daquele que busca a Cabala é o caminho da transformação de toda e qualquer emoção que nos chega, transformando em forças divinas. O mal no bem. Elevando as centelhas que existem em absolutamente tudo.

É preciso estar no dominio...das emoções? de si?...eu diria que é preciso gostar de si, gostar da vida, ver sentido em cada acontecimento.
Para isto é preciso silenciar-se...mas um silêncio que acontece dentro de ti.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Alo, alo...alguém me escuta....alguém na escuta...


Completamente sem voz,
Sinto uma paz interna, o que não é mal para quem agora vai passar 48hs só relacionando-se consigo mesma.
Isso mesmo....anoiteceu e estava sem voz, a voz que me leva longe, que faz chegar em ti, aos teus ouvidos.
Seja para uma conversa profunda, seja para não falar nada com nada, seja para a piada ou bobagem, seja para o “lashon hara”...hummmm, a má língua, que nos cala!!
Mas meu calar vem de algo bem maior, mais emocional, mais experiência de ficar dentro de si mesma, uma teshuva, que sempre nos traz a correção, o perdão, um reequilíbrio.
Sábado passado parece que caiu o mundo, mas não sei se foi no passado ou no mais passado ainda. Tanta comemoração e tanta energia negativa, sendo jogada para que se criem tantas confusões.
Derrepente veio a sensação de perder o sentido, a direção...foi embora, ao retomar a força, os desejos, aquilo que sou, a voz, aquela voz foi embora,...senti que as energias espirituais negativas ainda tentam chegar no centro, na palavra, na minha palavra...

Ficar sem voz, sem comunicação pela palavra falada é estranho, traz um sentimento de isolamento, de vida paralela, aumenta o universo da imaginação, é preciso estar em paz internamente, em paz com ficar sem algo. A sensação é de descanso.
Mas imagino aqueles que foram castrados de sua voz, que não falam, não conseguem, mas podem..e tem os que não podem...guardam a dor, o grito, guardam palavras de amor, sentimentos. Deveriam usar esta energia que fica ali..de uma forma criativa, compartilhar a sua luz.
Sem falar um outro olhar surge, uma outra escuta aparece.
Pobre menina, pobre medica que colocou o carimbo virado, que seu sobrenome era o mesmo do ultimo inimigo. Pobre menina que deu atenção ao que não poderia ter dado, que deu o remédio errado e não prestou atenção ao meu pedido.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Entre linhas....

A verdadeira Guerra é da Verdade contra a Mentira, da liberdade contra a prisão, do desenvolvimento contra a involução, da independencia contra dependencia. Da democracia verdadeira contra aqueles que não contoem nada e culpam o outro o tempo todo.
A criança divina x criança ferida.

Necessitamos de espiritualidade, necessitamos voltar para a realidade espiritual. Vamos acabar por destruir tudo por causa dos véus, das ilusões.

Há uma grande força contrária a Luz, que invade todos os lados, e ninguem percebe.

Pena!
Chazak, Chazak (Força, Força)

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...