sábado, 25 de dezembro de 2010




Um ano de Mercúrio, a energia da sefirá HOD.

2011 = 4 , a letra Dalet, o imperador do tarô.

Sob as energias de HOD, o imperador, e a entrada de Netuno no signo de peixes, 2011 nos pede humildade, modéstia e disciplina.
Um ano de mudanças e movimentos. O acordar de uma outra dimensão, uma outra consciência, bom para quem se trabalha espiritualmente, para aqueles que trabalham com sua sensibilidade e sensitividade. Para os outros, iniciados, sofrerão as conseqüências do despertar, de início trazendo confusão, sensação de estar perdido, de não sentir a concretude da vida, coisas matérias tendem a perder o valor de referência, o que faz com que alguns desabem, outros cresçam.

É um momento para aprender a estar entregue ao trabalho e ao esforço de transformar a realidade em algo melhor. É hora de transformar a vida em magia, milagres acontecerão!
2011 pede menos gastos, menos um mundo sem limites, mas mais controle e administração.

11 é Daat, conhecimento – ligação, intimidade. Junto com Hod estamos num momento em que devemos abrir nossos olhos! Ficar como numa Ilha ( Ih, alef(1)+yud(10)) para poder se conhecer, criando intimidade consigo mesmo!

Alguns aspectos astrológicos:
Urano em trânsito por Áries:
• Iniciativa e liderança com sensibilidade e disposição para desbravar novos caminhos;
• Mais energias de liberdade para agir com autonomia e independência;
• Momento de termos mais coragem, iniciativa, audácia, prontidão, espontaneidade, franqueza, gosto pela verdade e a transparência;
• Abertura espiritual - percepção avantajada de novas oportunidades. Percepção de sinais, inquietude, eletricidade, ligação, sensibilidade ao movimento e ao agito, o que pode tornar as pessoas mais nervosas;
• Um gosto pelo moderno, pela vanguarda, o inesperado, inusitado. Vida submetida a mudanças inusitadas.
• Pode trazer violência, mudanças abruptas de humor. A busca de novas experiências, ficaremos mais aventureiros.
• Virá muito desenvolvimento tecnológico;
• Possibilidade de revoltas sociais significativas, que irão trazer novas diretrizes políticas no mundo.
É extremamente significativo a entrada de Netuno em Peixes, a partir de março. Ele traz o acordar da Pineal. A experiência da transcendência. A mente começa a superar a matéria. Em peixes trará a socialização, a experiência do amor, da entrega, da transformação do ego, dos nossos medos, pode gerra um forte falta de limites. O que pode trazer um colapso para a nossa sociedade. Fortalecimento do socialismo, a utopia e ilusão de paz social. Pode trazes experiências coletivas de dor e sofrimento que traz maior entrega, compaixão, ajuda ao próximo e perdão.
Haverá maior necessidade de aprofundamento nas questões da vida! O contato com os conteúdos do inconsciente. O reconhecimento de nossa sensibilidade e paranormalidade. As experiências espirituais crescem.
Um novo ciclo esta surgindo, uma mexida no nosso eixo, para que possamos perceber a vida como ela realmente é, a partir da alma e não do corpo.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

A MULHER E A KABBALAH (parte I)


Muitas vezes parece que espiritualidade, kabbalah e mulher não combinam!! Ledo engano.. a nós mulheres foi dado tarefas espirituais de altíssimo nível.
Ganhamos nossa importância e papel principal, quando na oração da manha damos graça por ter sido feitas segunda vontade de D´us!! Somos criadoras, possuímos o sexto sentido, mergulhamos nas diferentes dimensões da vida...mas nos falta auto conhecimento, disciplina e merecimento!!! Nossa característica é o Corpo e dar corpo a tudo, mas precisamos entender está função e não ficarmos seduzidas pelo corpo.

Nossa caminhada física, emocional, mental e espiritual é diferente dos homens.
A mulher tem a capacidade de fazer o dobro do trabalho de um homem, num tempo menos e com menos esforço, por isto precisamos reconhecer que temos muita força espiritual, para nos desenvolver e desenvolver o mundo a nossa volta.
Precisamos aprender a ver para onde vamos!! Para mudar o mundo necessitamos mudar a nós mesmas primeiro.

A tarefa numero um de uma mulher, é dar um formato a tudo, significar, purificar, a casa, a família e a nós mesmas. Esta organização e pureza têm uma relação com a casa, com os alimentos e com o corpo. E este é o cuidar que a mulher deve desenvolver.

Quando a casa, a intimidade está organizada e limpa todo o resto se reflete a partir disto.

O caminho do sentido é o caminho da transcendência! Pois a mulher consegue ver longe e entre linhas. Sente o propósito de cada coisa, sente o oculto. Percebe a presença!

É a mulher que abraça, faz perceber os corpos, a presença, a existência. É ela que tem a função de controlar o impulso, dando sentido e significado. Por isto educamos!

Há uma presença Divina feminina – a Shechinah, que vem de Shechen (vizinho). D´us é nosso vizinho e tudo que está vizinho a nós é D´us, é receptivo, nos dá forma, é feminino!

domingo, 19 de dezembro de 2010

DESERTOS GEOGRÁFICOS E DESERTOS EMOCIONAIS


O psicólogo Reich mostrou a relação que existe entre o deserto físico e o deserto emocional que se instala em nós, muitas vezes. Desertos que tem a sua origem nas camadas das cascas (klipot) ou couraças, como ele chamou!
“quando um deserto começa a fazer a sua aparição, quando a vegetação natural original vai desaparecendo gradualmente e sucumbe pela seca, pela falta de umidade durante a manhã e o progressivo aquecimento da Terra”. E a vida seguirá lutando, substituindo a vegetação rica por uma vegetação adaptada, secundária, pobre, dura e primitiva.
Um vazio começa a se instalar, os espinhos aparecem, a luta pela sobrevivência torna cada planta seca e fria.
Assim a cada dia nos vemos envolvidos por esta agressão! Um deserto emocional está se instalando dentro de nós. A cada dia mais longe das condições idéias climáticas, estamos nos tornando frios e espinhentos, separados uns dos outros, inibidos em sua forma criativa, estamos murchando. Estamos no deserto, sem água, sem emoção, sem conteúdo, sem D´us!! E sem água conhecemos o estresse, a irritação, a raiva...doenças e vícios.
Na Tora, enquanto os hebreus caminhavam no deserto, Miriam (irmã de Moises) garante a sobrevivência pela água, retirando das pedras, do que há de mais rígido! Miriam significa amargor, amargo, poderíamos falar de águas amargas. Talvez a dor nos faça plantar este deserto, encontrar a umidade correta para transformá-lo num Pomar (Pardes)! ou Jardim (Gan).
Cabe a nós decidir por sermos fugitivos da mudança climática ou viver o nosso deserto e descobrir as fontes de água, os Oasis, que estão verdadeiramente dentro de nós.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A ULTIMA HORA.....




Sabe aquele ultimo momento, a ultima hora.... na ultima hora acontece de tudo...ou quase tudo....deixamos tudo para a ultima hora e na ultima hora lembramos sempre algo...que é de ultima hora.

Correrias, atrapalhações, esquecimentos, desligamentos... sempre tem uma ligação telefônica na ultima hora que se atravessa e faz com que tudo em tua vida se empilhe...na ultima hora.
Na ultima hora sempre tem o telefone, a marcação de hora, o ultimo atendimento, a chave que se esqueceu, o recado que não se deu, a transferência que não deu. Na ultima hora tem o arrependimento...daquilo que se fez demais...da correria que não dá mais tempo de se fazer sem pressa!

Ai a ULTIMA HORA... que hora terrível.....é a hora do arrependimento geral....ai por que eu não fiz antes...
Tu te programa, tu tenta sair antes...mas na ultima hora sempre chega alguém, toca um telefone, chega o email.....sempre tem um fio de cabelo fora do lugar.....
Que hora é esta, que um dia sempre chega e nunca chega...pois a ultima hora é a primeira de um outro momento...
Fim de ano....e a ultima hora aparece, toca em nossa porta, e quer entrar.

E lá no fim da vida, na ultima hora....os pensamentos de uma vida inteira, as coisas vividas e não vividas que explodem nesta ultima hora.

Nesta hora queremos saltar do trem, desistir de tudo, parar, mudar a vida, prometemos que nunca mais vamos fazer nossa agenda deste jeito, que não vamos nos comprometer, que vamos pensar mais em si mesmos....esta é a hora final, juízo final....passando esta hora....começamos tudo de novo....até as novas promessas de ultima hora!!!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

A ULTIMA GOTA DE LUZ




E foi-se a ultima gota de Luz de Chanuka...ficam os milagres.
Na ultima luz está guardado toda a magia da permanência, o que é plantando em nossa mente, faz surgir um novo saber.
Tanta luz que acendemos, tanta luz nos banhou, não sabemos nem o que fazer.
Agora vamos compartilhar, trocar com os outros que necessitam e desejam luz.
Chanuká nos deixa uma ponta do gosto da liberdade, de um novo começo que podemos fazer sempre, sem demora e sem espera.
Há de ter fé, para termos certeza e nos conectar com a realidade de cima.
Gotas nos banham, e a luz pode banhar cada parte de escuridão.

A ultima gota de luz fica em nossa mente, nos devolve para a matéria, para uma meia luz...com menos ilusões......

domingo, 5 de dezembro de 2010




Há horrores que nunca cessam,
Há terrores que nos assustam todos dias....
Um desgaste de energia, o envelhecimento da carne, a dor e o sofrimento que não calam.
Nosso mundo, é nosso.

Feito de coisas grandes, épicas e pequenas....
Onde moro?
Tão pequena no mundo, como um todo deixamos de cuidar de nossa casa....
Nossos interesses pessoais nos roubaram a alma.
E agora a casa perece.
Há um mundo muito maior, e tu caístes em teu buraco pequeno, teus interesses corpóreos, teu mundo é aparência, pequeno que te seqüestra e te sufoca.
Desculpa...mas sigo em frente, abro meus olhos, descontraio minha pele, quebro meu pescoço, retiro minhas raivas, retiro o que bloqueava minha criação, meu templo....meu templo sangra, contrai para libertar algo....
Liberta-te....abre tuas asas...há muito para fazer....combatemos o mal.....a sombra que invisivelmente cobre a terra. Cobre nossas cabeças.

Sai daí...sai das coisinhas pequenas...para ascender e receber luz e armas..vamos tirar o mal.

O mal que nos cobre!

“Shim Lev” Preste atenção....coloque no seu coração!

sábado, 4 de dezembro de 2010

Antes de ver este video...

medite e concentre-se no Todo, no quant tu faz parte deste todo.

Deixando uma luz chegar em ti...

compartilhe com o mundo, com a vida!!!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010




21hs, já escuro…acendi minha primeira vela de Chanuká...fiquei contemplando a vida,
O ano que passou, o que percebo de mim hoje, aquelas coisas que necessitam de algum ajuste, aquelas que estão morrendo, as que sabes que devem morrer.
Pensei em palavras mal lançadas por email, direcionadas com a má intenção e que chegam em nossas caixas de correio – pensei nos seus efeitos, nos por quês que existem por detrás, nas atitudes construídas por mim...pela vida.
Pensei nas acolhidas e mal acolhidas.
Nas raivas levantadas, nas magoas amargas, nos medos que nos levam para debaixo de tapete, nas ameaças, nos olhares, nas invejas que nos perturbam tanto!

Pensei em toda escuridão que se manifesta e que pela consciência que as luzes de chanuká nos trazem...podemos iluminar.

A mim me restou nesta caminhada de chanuká – de 8 dias – fazer um processo crescente de meditação, eliminar o resto da escuridão que um dia me invadiu.
Que um dia me contraiu.

As palavras envelheceram, eu envelheci.
Vou voltar a terra mãe para devolver o que chegou ao fim, como a águia que troca tudo e se renova, como a águia que enfrenta a luz do sol, e a tempestade...um dia morre, morre do passado.
Agora, aqui em malchut – no mundo físico, faço o ritmo de vida, o ciclo que termina.

Mas quem sabe quando chegarmos na oitava vela, não possamos nos transformar e renascer, pois a s luzes iluminam para um novo caminho.

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...