sábado, 22 de julho de 2017

Jardim da Consciência


entro em meu jardim na busca de colher frutas de arvores plantadas por meu avô, frutas com um gosto de vida, frutas que me remetem a minha história.

O gosto de existir, de conter um sentido, que me preenche.

O gosto do amor.

Entro no jardim para que ele possa ser existente, pois através daquilo que busco e experimento o jardim se significa e ganha a vida.


e  então somos um.


ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...