segunda-feira, 31 de agosto de 2009

mercurio retrógrado


Mercúrio irá nos convidar a partir de 7 de setembro para olharmos o mundo do cérebro, da mente, das trocas, da forma como recebemos a mensagem, as imagens de uma forma diferente, literalmente olhar e resolver o que está distorcido, o que não está poderá ficar. Mercúrio ainda governa o mundo dos negócios, aprendizagem e as viagens.
O movimento retrogrado é um movimento aparente do ponto de vista da Terra, mas muda as energias que chegam por aqui, atrapalhando os aparelhos elétricos, computadores, televisões e etc. Todas as questões relacionadas a papeis, escritas podem ficar complicadas. As palavras não são ditas como deveriam, mas distorcidas. Ao mesmo tempo é um momento muito importante para resolver todas as coisas que estão ligadas a tudo isto e que ficaram para traz, que se desorganizaram na ultima vez que mercúrio esteve retrogrado, maio-junho.
Este movimento é um convite para ficar mais quietinhos em seu canto. Momento ótimo para estudos profundos. Olhar as coisas praticas de uma outra forma, procurar assuntos práticos. Ver a saúde, a ginástica, alimentação, higiene. É hora de terminar projetos, estudos, rever amigos, antigos clientes.
Normalmente não costuma ser um momento bom para negócios ou assinar contratos. O importante é não fazer nada correndo, mas com calma.
É hora de esperar a revelação do que está tapado, mercúrio volta para achar o que ficou atrás, buscar os atrasados, resolver questões que necessitam serem resolvidas para que a roda ande.
Re- trogrado é um convite para a Ré, refazer, rever, reorganizar

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Tempos de Arrependimento


Teshuva

Neste ciclo lunar vivemos uma oportunidade única na cabala.
Mudar a nossa vida.
Mas pense em termos profundos, espirituais. Você mudar é mexer em suas entranhas, em seus códigos, em padrões que sua alma carrega e que como conseqüência causam sofrimentos em sua vida.

É preciso caminhar para a Teshuva.

Para a cabala a palavra Teshuva, que significa retorno para si, arrependimento, guarda muito mais do que um processo de consciência, mas um poder espiritual enorme.
Saber fazer na hora certa a Teshuva é entrar num sistema poderoso de transformação. E agora é o período correto.
Todo dia nas sinagogas ouvimos o toque do shofar. É como um chamado a este despertar. Mas muito mais, o toque do shofar, pelo seu poder de som, abre algo dentro de nosso peito, faz o que chamamos de cirurgia cabalística.
A meditação de olhar com sinceridade para dentro de si, é na verdade um poder de abrir um espaço para que estejas contigo mesmo(a). O que nos dia de hoje, não nos é muito comum.
Nossa falta de de tempo não nos permite entrar em contato com o nosso centro de poder. Nossas angustias não calam a boca, falam a nossos ouvidos sem parar, deixando a ansiedade tomar conta e a força da negatividade atuar o tempo todo em nós, através de nós ( isto é que é o desejo de receber para si).
Vestimos nosso mundo com máscaras de falsidades de desejos e agora é hora de limpar. Esta limpeza garante o despertar e a libertação das centelhas divinas, presas em nossas ações de orgulho e vaidade.

A Teshuva é um sistema que desperta em nós o poder de entregar-se, estar humilde perante as suas próprias atitudes, um olhar-se com os olhos da verdade. Aceitar para que possas despertar o poder de separar o joio do trigo e tornar tudo mais tranqüilo, útil e doce. Ela é uma grande faxina! Nos pede DESAPEGO. Largar o que não nos serve mais, mas que grudamos em nós. Por isto, ao falar-mos da humildade estamos falando de uma entrega, de abrir mão, o corpo, as células, a mente e o coração daquilo que te sustenta. Pense em você, pare de pensar nos outros. Pense no que está por detrás de cada dificuldade, nas atuitudes que você pode estar tendo que estão atraindo esta situação difícil.
Através da teshuva apaziguamos o corpo e a alma, buscamos através desta primeira etapa de unidade chegar mais próximos da Luz, da divindade.
Para tudo isto é necessário viver etapas, através de caminhos bem plantados e bem definidos. Isto por que o maior objetivo é viver aqui de forma feliz. Ninguém se torna religioso, ortodoxo sem primeiro iniciar um caminho de purificação de seus aspectos emocionais, de sua personalidade! Senão a religiosidade é apenas uma máscara da identidade. Uma necessidade de ser aceito pelo pai ou pela mãe. Uma forma de poder externo.

Caminho Natural da Vida
É muito comum comentarmos que o caminho espiritual é solitário. Existe uma parte deste caminho que é TEU, se você se sente solitário é por que não contatou D´us, ele é teu com D´us, com dimensões internas ricas e cheias de prazer. Enquanto que o caminho externo é sempre compartilhado com parcerias, familiares, amores...com a própria sociedade.

O caminho, amigos, não é solitário!!!!
E se está sendo, num sentido de solitário de sozinho e sofrido, por isto é por que ele está sendo o caminho errado.
A natureza da vida nos leva a Teshuva, ao retorno. Isto por que a base da vida foi o Exílio, a saída da fonte, da unidade, do centro, e nossa luta é saber voltar, lutando contra os inimigos que aparecem para que não se chegue nesta origem, na unidade maior.
É uma luta constante, que nos tornamos vencedores quando não desistimos dela.

Agora é a hora de abrirmos nosso tempo e espaço de nossa agenda para parar, pensar e fazer a Teshuva!

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Que seres são estes que aparecem sem identidade definida,
Almas sofredoras, silenciadas.
Buscam uma identidade, um VIR A SER.
Buscam em nós acoplar-se na luz.
Que fortes somos.
Que traição realizamos ao não acolhe-los, não ama-los.
Mas como podemos amar o indefinido.
O que se esconde.
Esconde-se atrás do que não é. Quer ser uma farsa.
Nem homem, nem mulher.
Nem mulher e nem homem.

O poder está em ser, mas dançar em energia em cada um.
E daí constrói-se a unidade.

D´us é um. Aquilo que queres ser, mas não consegues.
Ataca-me, devora-me, inveja-me...

Mas nunca será aquilo que sou e nem que outros são.
Ninguém é mais mestre do que o próprio mestre.

Aprendi com Ele, verdadeiramente.
Tua fantasia é uma farsa, que os dias contam.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Ensinamentos...


“Se você leva a sua vida de acordo com o que faz sentido para você, você nunca terá certeza de nada. Assim como a mente é boa em encontrar soluções e respostas, ela é ainda melhor em achar perguntas e dúvidas.
O caminho da Torá é aprender e deixar que a Torá entre para te ajudar a raciocinar com as verdades que você aprende, até que sua mente, coração e ações são guiadas por uma voz que não tem segundos pensamentos.”


A kabbalah diferente de outras linhas espirituais, busca entrar em conexão com energias superiores, a Fonte maior para que possamos ter uma vida mais prospera, mais plena. Trazemos a luz, pois ela nos equilibra. Para isto necessitamos nos purificar diariamente das energias negativas. Estas energias estão em todos os lugares e todos os momentos, aparecem com as energias reativas.
Caso você perceba que está reativo, impaciente, explosivo, impulsivo...sem controle de seus desejos, então estás REATIVO, em ti paira a energia “negativa”. Através do controle da mente podemos transformar esta energia em PROATIVA.
As orações, a leitura da Torá, meditações, o estudo, banhos, o dialogo com D'us são formas de encontrar o equilíbrio.

Se o homem trabalha sobre si mesmo para direcionar e controlar seus desejos e pensamentos ele alcançará o nível de desejos e pedidos dos autores do livro de orações, os membros da Grande Assembléia.


Os 613 desejos da alma se dividem em 248 desejos positivos, através dos quais o homem pode adquirir uma intenção “li shemah”, e 365 desejos negativos, que o homem não pode usar, para ganhar uma intenção “li shemah”. A diferença entre os dois desejos não tem nada a ver com intenção. Em ambos os casos a intenção é naturalmente e exclusivamente “voltada para o Criador”. A diferença está no poder do próprio desejo: se o desejo é fraco ele não despertará prazer intenso. Porém, esse desejo capacita a pessoa a sentir a ligação com o Criador. O prazer que se sente é chamado o prazer de doar sem restrição. Isso quer dizer o desejo de agradar ao Criador, já que somente é possível agrada-Lo recebendo Dele. Mas já que esse desejo não pode ser sentido com intensidade suficiente, ele não pode doar realmente ao Criador. Esse desejo existe somente no nível de equivalência de forma com o Criador.
A Kabbalah ensina a correlação entre causa e efeito de nossas fontes espirituais. Estas fontes se interligam de acordo com regras perenes e absolutas objetivando gols maiores - o entendimento do Criador por todas suas criações que existem neste mundo.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Troque - Toque...relaxe


Nossa caminhada é uma caminhada de busca de pessoas e situações idéias, idéias no sentido de construirmos uma base de troca de energia, atenção, carinho, conhecimento, prazer.
Nem todos os encontros nos proporcionam esta troca, e troca é uma via de duas mãos.
Para que possamos estabelecer a troca é necessário um transmissor, um cabo e um receptor, e fazer estes três papeis nem todos conseguem.
A maioria, sem se dar conta só desejam receber, sem dar nada em troca. E não falo em “pagar”, mas falo em estar disposto em termos de energia, estar aberto, acrescentar algo a nossa vida.
Quando você começa a entender a cabala você passa a ter certeza que és um canal da luz, ao estar preenchido(a) podes compartilhar, trocar, mas a regra é básica, aquele que recebe deve trocar, deve estar aberto para transformar a si mesmo e aos outros.
O que encontramos? pessoas fechadas em si mesmas, encarceradas em sua dor e vitimização. Querem receber mas nem sabem o que, acabam por ficar escravos deste desejo, que os domina, mas não lhes deixa nada.
E continuamos a buscar.
O bom é estar sempre em movimento dinâmica, não esperar de uma só pessoa, mas trocar um pouco com cada um. E perceber se estas também trocam com outros, para que se forme uma rede.
Quem não troca, quem não se transforma sai da rede! E caso não saia, puxa a rede para baixo!
Troque, transforme-se, compartilhe, relaxe.....

sábado, 8 de agosto de 2009

espera...esperança


Em volta do manto Divino, acordo em paz.
Silencio meu coração, poucos pensamentos surgem.
Nem lembranças, mas um grande silêncio, como se houvesse uma espera.
E a espera é um vazio.

Mas é preciso olhar para frente, vencer as decepções e reconstruir.
Não ser vitima, nem de si e nem dos outros.

Agora, apensa esperar, esperar em paz

Mudanças

Quando vamos parar de buscar respostas externas-prontas? Caminhos externos-fáceis? Soluções externas-rápidas? Ou soluções que alguém nos traz de fora!!?
Desprender-se da mãe! É desprender-se da consciência que ainda estamos presos – o cordão umbilical tem que ser cortado! Parar de olhar para fora, para o outro, fazer caminhos curtos.. hummm, até podem ser curtos, mas vindos da gente, do nosso movimento.
Tenha consciência de suas escolhas, de suas ações.....e faça... Não existe para a inteligência cósmica o “talvez”, “ quem sabe”, “ pode ser”... ou você faz ou não faz. Meio termo não tem!
A vida é um mistério, não perca tempo buscando respostas para tudo, você será engolido pela razão e não irá realizar nada!!! Viva em paz consigo, em estado de alegria consigo. Mude, mude... mude todo dia......... sem medo!
Aproveite que as energias estão mudando......

Tudo que acontece depende de você, o que fizermos é o que vai acontecer, o que nós criamos é o que acontece, mesmo o que ocorrerá amanha depende de hoje.

Cada situação é uma oportunidade que temos em nossas vidas. É preciso aproveitar.

Como mudar? Mude a forma como você responde a cada situação. Não veja com os olhos egoístas. Pense antes de agir, ganhe tempo, não deixe o tempo te dominar, quando o tempo nos domina , a ansiedade tomou conta.

ECLIPSE E A ESCURIDÃO

Voce tem medo do escuro? normalmente temos, normalmente não desejamos situações de escuridão em nossas vidas. A kabbalah nos mostra at...